Bibliotecária rejeita doação de livros de Melania Trump a escola nos EUA

Bibliotecária rejeita doação de livros de Melania Trump a escola nos EUA

Primeira-dama enviou conjunto com 10 volumes para uma instituição de cada estado

A primeira-dama dos EUA, Melania Trump, fala durante um debate na Casa Branca, em Washington – MANDEL NGAN / AFP
 WASHINGTON — A bibliotecária de uma escola de ensino fundamental no estado americano de Massachusetts rejeitou a doação de uma coleção de livros oferecida pela primeira-dama dos EUA, Melania Trump. No começo deste mês, Melania enviou 10 exemplares de livros para uma escola de cada estado para celebrar o Dia Nacional da Leitura. A Casa Branca disse que trabalhou em conjunto com o Departamento de Educação para identificar escolas com programas que alcançaram os padrões máximos de excelência.
Porém, em um blog, a bibliotecária da escola Cambridgeport Liz Phipps Soeiro afirmou que a instituição não precisava dos livros:”Trabalho num distrito em que há muitos recursos, que contribuem diretamente para a excelência. Meus estudantes têm acesso a uma biblioteca com mais de 9 mil volumes.”, ela escreveu, acrescentando que a Casa Branca deveria focar em apoiar escolas que não têm recursos. “Por que não dar livros para escolas sem recursos em comunidades sem privilégios que continuam a ser marginalizadas pelas políticas impostas pela secretária de Educação, Betsy DeVos?”A cidade de Cambridge, onde a escola Cambridgeport fica, é próxima a Boston e é lar de duas universidades renomadas, o Massachusetts Institute of Technology (MIT) e a Universidade Harvard. De acordo com a imprensa local, as escolas públicas da região disseram em um comunicado que a bibliotecária não foi autorizada a rejeitar os livros doados.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Bibliotecária cria livraria especializada em protagonismo feminino negro

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Participe da Visão Global da IFLA!

                                                                                                                        Fonte: https://globalvision.ifla.org/

 

Caros colegas,

Precisamos da colaboração de todos para responder ao questionário da Visão Global da IFLA. Quanto maior a participação, melhor!

Infelizmente o Português ainda não é um dos 7 idiomas oficiais da IFLA em virtude de uma baixa adesão de participantes deste idioma em seus projetos.

Quando oportunidades assim surgem, precisamos aproveitá-las para demonstrar nossa representatividade. O questionário está aqui: goo.gl/NcTnDS

Obrigado pela sua participação!

 

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Projeto Linkar: a leitura, o brincar e a cultura digital

Ocorreu no dia 16/09/17 a terceira apresentação do curso “Projeto Linkar: a leitura, o brincar e a cultura digital”  na Biblioteca Municipal de Sorocaba (SP) “Jorge Guilherme Senger”.

O curso está sendo apresentado no interior e também o será na capital, pois foi aprovado em edital do PRoAC (Programa de Ação Cultural) da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

Abaixo a descrição do curso:

“O Governo do Estado de São Paulo, a Secretaria de Cultura e a Editora Pipoca oferecem, gratuitamente, o Projeto Linkar: um curso sobre livros e literatura infantil no formato digital para professores, bibliotecários, contadores de história, estudantes de pedagogia e mediadores de leitura.

O curso ocorrerá em um único dia, em dois módulos, com etapas teóricas e práticas. Abordaremos a história dos livros e da literatura, os acessos aos livros digitais, a produção de ações de incentivo à leitura, além de apresentarmos nossa metodologia para levar às crianças maior conhecimento sobre livros e literatura, por meio de atividades de estímulo à criatividade.

O objetivo é que, ao final do dia, os participantes compreendam os caminhos que os livros e a literatura têm percorrido em tempos de cultura digital e estejam aptos a promover o meio digital como um espaço que, atualmente, se mostra essencial para o desenvolvimento do hábito leitor.” (fonte: https://www.facebook.com/events/126998071262272/).

Divido em dois momentos, teórico (realizada no período da manhã) e prática (realizado no período da tarde), o curso foi apresentado por Isabela Parada, da Editora Pipoca, que publica livros infantis digitais. A parte teórica abordou a história da literatura infantil de maneira bastante densa, apresentando sua evolução desde a publicação do Orbis Pictus em 1658 (o primeiro livro infantil) até a criação de livros infantis em plataformas digitais de leitura. Já a parte prática constou da apresentação de algumas plataformas de leitura e seus respectivos aplicativos, assim como da elaboração atividades relacionadas ao tema.

A palestrante também abordou aspectos como a função social das editoras, os canais de acesso dos livros digitais, a diferença entre formato fixo e formato fluido.

O curso é muito interessante para os bibliotecários escolares, pedagogas e demais profissionais que atuam no ambiente escolar. A próxima apresentação será em Campos do Jordão, no dia 23/09/17. As inscrições podem ser realizadas pelo Facebook procurando “Projeto Linkar”.

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos, Notícias

Curso Curadoria Digital ministrado por Aquiles Alencar Brayner em São Paulo

Contribuição de Irene Butti
***
Título: Curadoria Digital: novos modelos de gestão e disseminação de acervos eletrônicos 
 
Objetivos: O curso tem como finalidade oferecer uma visão panorâmica das novas metodologias de gestão de informação e acervos digitais em bibliotecas, arquivos e museus. Os alunos terão a oportunidade de conhecer de maneira mais ampla os principais modelos e atividades no campo emergente da Curadoria Digital, suas abordagens teóricas e exemplificação prática através da aplicabilidade de serviços e projetos com acervos eletrônicos em instituições de memória cultural no Brasil e no exterior. 
 
Aquiles Alencar Brayner é graduado em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (Brasil) e em Estudos Latino-Americanos pela Rijks Universiteit Leiden (Holanda). É mestre em Literatura Latino-Americana pela Rijks Universiteit, mestre em Ciências da Informação pela Universidade da Cidade de Londres e doutor em Literatura Brasileira pelo King’s College, da Universidade de Londres. Trabalha desde 2006 na British Library como Curador Digital, onde tem participado de vários programas e atividades relacionadas a serviços e coleções digitais na BL, incluindo projetos de digitalização, criação e controle de metadados, formação de bibliotecários e pesquisadores na utilização de conteúdos digitais, e concepção e desenvolvimento de plataformas interoperáveis para disseminação e agregação de acervos eletrônicos entre bibliotecas, arquivos e museus. Atualmente desenvolve um projeto em pesquisa sobre Curadoria Digital com o apoio do programa Pesquisador em Residência da Fundação Biblioteca Nacional do Brasil.
 
Público Alvo: O curso se destina a estudantes e profissionais atuantes nas áreas de biblioteconomia, arquivologia, museologia e campos afins, assim como a pesquisadores interessados em conhecer trabalhos nas áreas de Curadoria de Acervos Eletrônicos e Humanidades Digitais.
 
Programa:
 
Dia 28/9 :
§Definição do campo de Curadoria Digital no âmbito das Humanidades Digitais e acervos memoriais
§Planificação, gestão de acervos e disseminação de conteúdos digitalizados
§Metadados
§Preservação
§Crowdsourcing: conceituação, metodologias e aplicabilidade
§Serendipidade e folksonomia em plataformas e catálogos eletrônicos
 
Dia 29/9:
 
§Captura e gestão de acervos nato-digitais
§Comportamento informacional na era Digital
§Ferramentas de captura, análise e visualização de dados
§Georeferenciamento e, Interoperatividade entre acervos
§Uso de plataformas abertas para disseminação de acervos
 

Informações sobre inscrições:
 
§Local : Avenida Paulista – Informaremos local exato no ato da inscrição;
§Data e Horário : 28 e 29/9/2017 das 9 às 16 horas – Carga horária de 12 horas;
§Preço : $ 500,00 – Podemos parcelar em 2 vezes, sendo a 1a parcela no ato da inscrição e o restante na data do curso;
§Solicitar ficha de inscrição e outras informações para Irene Butti no e-mail :irenemariabutti@gmail.com;
§Data limite para inscrições, pois as vagas são limitadas : 15/09. 
§Realização do curso sujeito à “quorum”.

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos

Tensão e sensibilidade marcam estreia literária em Araraquara

Livro de Camila Serrador será lançado na Biblioteca da Unesp

O que: lançamento do livro Terra Vermelha, de Camila Serrador.
Quando: dia 30 de agosto, às 15h.
Onde: Biblioteca da Faculdade de Ciências e Letras da Unesp de Araraquara.
Editora: Patuá, de São Paulo
Valor do livro: R$ 40

Sobre o livro:

Nos contos de Terra vermelha, os personagens inquietam e surpreendem. Em Casa de Lucinda, um homem na cadeia trama sua fuga para retornar à mulher que ama; já em Amortecida, uma senhora lida com seu passado e sua sexualidade. Em A névoa da cidade, uma garota faz uma descoberta que muda seu destino; em Rota 66, um jogo de verdade ou desafio sai do controle.
Entremeada nos 20 contos do livro, uma realidade intoxicante e perturbadora espera o leitor, lembrando-o de que nas situações mais comuns do dia a dia pode existir o inesperado. Terra vermelha guia o leitor pelo lado desconhecido de pessoas comuns, mostrando que elas podem ser muito mais do que aparentam.

Minibiografia:

Camila Serrador é bibliotecária na Unesp de Araraquara (SP), onde mora. Escritora desde os 12 anos, começou bolando poemas, alguns romances e, finalmente, contos. Gosta tanto de ler que se lembra do primeiro livro que ganhou na vida e tem pilhas intermináveis deles em casa. Adora Agatha Christie, admira Haruki Murakami, queria escrever como Ian McEwan. Namora um escritor gaúcho, com quem compartilha seu amor pela literatura.

 Contato:
E-mailcaserrador@gmail.com

Fone: (16) 98122-9245

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos

Inauguração da Geladeira do Saber em São Carlos (SP)

No dia 26/08/17 foi inaugurado em São Carlos (SP) a Geladeira do Saber, um projeto conjunto da Prefeitura e do Sistema Integrado de Bibliotecas do município.

A exemplo do Barganha Book, já consolidado na cidade, o objetivo da Geladeira do Saber também é promover a troca de livros de maneira livre e gratuita. Ela ficará disponível no Mercado Municipal e o acesso é livre à população.

Confira abaixo fotos do lançamento e links de notícias com mais informações sobre o projeto.

Crédito das imagens: Eduardo Graziosi Silva

***

Geladeira do Saber será instalada na Praça do Mercado
Vereador Rodson Magno comemora conquista da “Geladeira do Saber”

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias