BiblioCamp Sanca 2017

Em 6 de maio de 2017, será realizada em São Carlos (SP) a 7ª edição do BiblioCamp. O BiblioCamp foi uma iniciativa do bibliotecário Moreno Barros, que trabalha na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e é um dos editores do blog “Bibliotecários Sem Fronteiras”. Em 2011, ele decidiu reunir em um encontro bibliotecários que tivessem algo bacana sobre a profissão, uma ideia, uma experiência ou um projeto para compartilhar. O intuito era reunir profissionais para um bate-papo, uma troca de experiências sem atrelá-lo à formalização dos tradicionais eventos acadêmicos da área, mas comprometido com a paixão por aquilo que se faz no dia a dia da atuação profissional. Desta forma, nasceu o BiblioCamp.

A proposta de realizar o BiblioCamp em São Carlos (SP) é trazer o evento para o interior de São Paulo e, assim, viabilizar a participação dos bibliotecários dessa região e das demais do Estado e do Brasil, pois desde sua primeira edição conta com a participação de profissionais de todo o país. Além disso, como o evento sempre foi realizado nas capitais de Estados, esta edição também promoverá a troca de conhecimento das práticas, experiências e ideias que os profissionais das bibliotecas do interior paulista estão desenvolvendo, oferecendo a elas a oportunidade, muitas vezes escassas, de divulgar seus projetos.

 

1. FORMATO DO EVENTO

O BiblioCamp é um evento anual que deve ter, no máximo, 50 participantes, para que sua característica intimista perdure, proporcionando maior integração e troca entre seus participantes.

A participação no evento é gratuita, ou seja, não é cobrada taxa de inscrição, e a comissão organizadora de cada edição é responsável pela captação de recursos em forma de parcerias com empresas para obtenção dos itens necessários para a realização do evento.

Salienta-se que como este evento não é vinculado à nenhuma instituição acadêmica e também não utiliza a estrutura formal dos demais eventos da área (com a emissão de certificados), essa estrutura informal do BiblioCamp faz com que o público do evento seja composto por profissionais que realmente são apaixonados pela profissão, por aquilo que exercem e, consequentemente, que trabalham e não medem esforços para buscar novos caminhos, ferramentas e ideais que orientem e aperfeiçoem o seu fazer. Essa peculiaridade estrutural do evento faz a diferença. Afinal, os participantes que estarão na 7ª edição do BiblioCamp por vontade própria e não por imposição acadêmica ou trabalhista.

 

2. DATA DE REALIZAÇÃO

O evento será realizado no dia 06 de maio de 2017 (sábado).

 

3. LOCAL DE REALIZAÇÃO

Biblioteca Comunitária – Universidade Federal de São Carlos (BCo-UFSCar).

 

4. PROGRAMAÇÃO

Das 8h00 às 9:00h – Recepção e organização do local

Das 9h00 às 9h40 – Visita Monitorada – BCo-UFSCar

Das 9:40h às 10:15h – Welcome coffee

Das 10:15h 12:10h – Apresentações

Das 12:10h às 13:30h – Pausa para o almoço

Das 13:30h às 15:55h – Apresentações

16h – Término do evento e organização do local

 

5. PÚBLICO-ALVO E PERFIL

Bibliotecários e demais profissionais que atuam em bibliotecas, inclusive de outros Estados, conforme observado nas edições anteriores do BiblioCamp.

 

6. FORMAS DE PARTICIPAÇÃO[1]

6.1 PALESTRANTES CONVIDADOS

O evento contará com 6 apresentações de pessoas convidadas pela organização, com duração de 15 minutos para cada participante.

 

6.2 PALESTRANTES VOLUNTÁRIOS

O evento contará com 6 apresentações de palestrantes voluntários, que deverão encaminhar breve resumo sobre o assunto que desejam apresentar. Esses passarão por uma comissão que irá analisá-lo e emitirá um parecer sobre a participação ou não no evento. Estas apresentações também terão duração de 15 minutos para cada participante.

 

6.3 APRESENTAÇÕES MAIS VOTADAS

Será disponibilizada uma lista de apresentações nos canais de divulgação do evento para votação. As 6 apresentações mais votadas serão selecionadas para integrar a programação e também terão 15 minutos de duração.

 

6.4 OUVINTES

Serão abertas inscrições para pessoas interessadas apenas em assistir o evento. Como o número de vagas será limitado, o critério de seleção será a ordem de inscrição.

 

7. DIVULGAÇÃO

A 7ª edição do BiblioCamp terá os seguintes canais de divulgação:

Site: https://bibliocamp.com.br/

Facebook: https://www.facebook.com/events/380287682339121/

 

Contamos com sua presença!

[1] As inscrições podem ser realizadas no link http://goo.gl/Jswnkv e os trabalhos podem ser submetidos no e-mail contato@bibliocamp.com.br.

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos

Ivan Lins é recebido na USP para comemorar doação de acervo

Músico doou seu arquivo pessoal para o Instituto de Estudos Brasileiros e, no dia 24 de abril, conversou sobre sua trajetória

Por – Editorias: Cultura
Ivan Lins no programa Via Sampa, da Rádio USP – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

No dia 24 de abril, o cantor e compositor Ivan Lins esteve presente no evento Lembra de Mim – Perspectivas sobre a Construção de uma Memória a Partir do Acervo Pessoal do Músico Ivan Lins, para dividir com fãs e pesquisadores a história da sua carreira e vida pessoal. No início do mês, o artista doou 12 caixas de seu acervo particular ao Instituto de Estudos Brasileiros (IEB) da USP. A doação inclui materiais exclusivos de suas canções, como músicas que não chegaram a ser gravadas. Além disso, o acervo também possui arquivos de sua infância e juventude, como fotos, desenhos e lições escolares. Também no dia 24, Ivan Lins foi entrevistado no programa Via Sampa, da Rádio USP (leia aqui).

“Com este acervo, descobri que você só compreende uma pessoa quando você entende como é a relação dela com a memória. E, no caso do Ivan, é incrível como ele tem um cuidado muito meticuloso e impecável com a memória dele”, conta a pesquisadora Thaís Nicodemo, que intermediou a doação do acervo e compôs a mesa de debate com os professores Marcos Napolitano, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), e Flávia Toni, do IEB.

Parte do acervo de Ivan Lins doado ao IEB – Foto Marcos Santos/USP Imagens

A família de Ivan Lins teve grande influência no modo como o músico conserva suas lembranças. Enquanto era criança, a família documentou em fotos e vídeos a criação do músico. Na fase adulta, o próprio cantor tem registrado e preservado suas memórias pessoais, ao mesmo tempo em que os jornais e revistas tratam de documentar sua vida pública.

Ivan Lins e Flávia Toni no encontro sobre memória promovido pelo IEB, no dia 24 de abril – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

“Essa foto aqui é interessante: ‘O sucesso me deixa grilado’”, lê o cantor, apontando para uma página da extinta revista TV-Tudo. “E sempre me deixou grilado. Eu nunca me permiti me lançar à fama a ponto de perder a liberdade. Eu sempre recuava, e dou graças a Deus por isso. Não preciso andar com guarda-costas. Posso ir e vir, fazer as coisas que eu gosto, como qualquer ser humano pode fazer. Não preciso me esconder”, disse.

Para o cantor, a doação de seu acervo é um modo de compartilhar com a população os frutos de sua produção, que ajudam a entender também a história da música popular brasileira. “Tudo o que faço pertence ao mundo”, acredita Ivan Lins.

Admiradores e pesquisadores poderão conhecer o acervo após a higienização e classificação do material. Para agendar uma visita, é preciso enviar e-mail para arquivoieb@usp.br e informar sua disponibilidade entre segunda e sexta-feira, das 9h às 13h.

Disponível em: <http://jornal.usp.br/cultura/ivan-lins-e-recebido-na-usp-para-comemorar-doacao-de-acervo/>. Acesso em: 26 abr. 2017.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Biblioteca Comunitária completa 7 anos e busca alternativas para continuar atividades

Com o objetivo de tornar o espaço cultural autossustentável, ou seja, capaz de pagar as próprias despesas correntes, os voluntários da biblioteca idealizaram uma campanha de financiamento coletivo que visa arrecadar recursos para a aquisição de uma moenda de cana-de açúcar. De acordo com o fundador da biblioteca, Josué de Lima, a intenção é que o lucro das vendas de caldo de cana seja usado integralmente para arcar com os custos do aluguel, água, luz e internet que, juntos, somam cerca de R$ 900 mensais.

“Nós sempre tivemos apoio de pequenos comerciantes, mas, neste momento, eles estão sendo afetados e a gente compreende. Comprando esse meio de produção [a moenda], a gente espera ter uma renda para continuar atendendo a comunidade”, diz.

A campanha de financiamento coletivo tem como meta arrecadar R$ 500 e termina no dia 7 de junho. As doações, cujo o valor mínimo é de R$ 10, devem ser feitas pelo site www.kickante.com.br/campanhas/caldo-de-cana-cultural.

Segundo o professor Rodrigo Dalla Dea Sampaio, que também é voluntário da biblioteca, a autonomia financeira do espaço cultural também ajudará a viabilizar a oferta de novos cursos gratuitos, como o da leitura, interpretação e produção de textos que ele mesmo pretende ministrar ainda neste semestre. A biblioteca fica na rua Michel Chicri Maluf, 450, e, segundo Sampaio, é um ponto de grande movimentação de pessoas. “A gente faz um apelo para que, não somente os frequentadores da biblioteca, mas a toda a comunidade artística contribua com a campanha”, diz.

Atualmente, segundo Josué de Lima, cerca de 30 pessoas por dia fazem locações de livros na instituição. Neste mês, com intuito de estimular o hábito da leitura entre as crianças, os pequenos que levarem livros para a casa são presenteados com um saquinho de balas e doces. “E se a criança trouxer o livro junto com um desenho ou um resumo sobre o que entendeu do livro, ganha outro saquinho”, completa o fundador da biblioteca.

A biblioteca funciona no Parque Laranjeiras desde 2010, mas nasceu cinco anos antes, no bairro Santo André 2, com o nome em homenagem a Zumbi dos Palmares. Montada com apoio da Cooperativa de Moradia de Sorocaba, a biblioteca, porém, teve de ser transferida quando o imóvel, assim como várias casas do entorno, sofreu reintegração de posse.

Fundador da biblioteca ao lado de Josué, o radialista Thiago Henrique Rosa da Silva se recorda das dificuldades enfrentadas no início e destaca a satisfação de ver o espaço cultural consolidado e, principalmente, frequentado por crianças e adolescentes. “A biblioteca surgiu da nossa reivindicação por um espaço cultural naquela região”, diz. Frequentando a biblioteca, ele conta que conheceu e passou a admirar e escritores da chamada literatura marrginal, como Sérgio Vaz e Ferrez. “A biblioteca não é apenas para livros. Ela é o centro cultural do Laranjeiras e funciona como uma váuvula de escape para a juventude, para ocupar a mente e se distanciar das coisas negativas”, considera.

Pelo menos duas vezes por semana, o motoboy Jefferson Silva Guedes, de 30 anos, faz questão de levar seu filho Andrew, de 11 anos, para emprestar livros infantis e gibis. “Para o pessoal que mora aqui na região fica mais acessível, e tem uma boa variedade de livros”, assinala. “A gente também usa o espaço para fazer a reuniões do time [o Esporte Clube Laranjeiras] e sempre tem uma molecada lendo e um pessoal do hip hop compondo músicas. É um local muito importante para a cultura”, descreve.

Disponível em: <http://www.jornalcruzeiro.com.br/materia/781287/biblioteca-comunitaria-completa-7-anos-e-busca-alternativas-para-continuar-atividades>. Acesso em: 23 abr. 2017.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Doria corta funcionamento 24h de biblioteca Mário de Andrade, no Centro de SP

Única biblioteca pública da cidade com funcionamento nas madrugadas voltará a ser fechada à noite a partir de segunda-feira (24).

Post no perfil da biblioteca informa o novo horário de funcionamento  (Foto: Reprodução/Facebook)

Post no perfil da biblioteca informa o novo horário de funcionamento (Foto: Reprodução/Facebook)

A Prefeitura de São Paulo decidiu encerrar o funcionamento ininterrupto da biblioteca Mario de Andrade, a segunda maior do País, no Centro de São Paulo. A partir de segunda-feira (24), ela começa a operar das 8h às 22h, de segunda a sexta-feira, e aos sábados e domingos, das 8h às 20h.

O espaço passou a funcionar 24 horas em outubro de 2015, durante a gestão do ex-prefeito Fernando Haddad. Em junho do ano seguinte, foi implementado o empréstimo de livros nas madrugadas . À época, a antiga direção da biblioteca investiu, também, em uma programação noturna no local.

A atual administração municipal afirma que a alteração irá gerar economia de custos estimada em R$ 800 mil no ano. A secretaria de Cultura alega que o corte foi definido “após analisar a frequência de público e o número de empréstimos e devoluções de livros, considerando que 97% dos mesmos acontecem entre 8h e 22h.”

Ainda de acordo com a pasta, entre os dias 18 e 24 de março, 409 frequentadores usaram a Biblioteca Circulante no período das 22h às 8h. No mesmo período, ao longo de 70 horas, foram realizados 217 empréstimos de livros.

Disponível em: <http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/doria-corta-funcionamento-24h-de-biblioteca-mario-de-andrade-no-centro-de-sp.ghtml>. Acesso em: 23 out. 2017.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Prorrogadas inscrições para 6ª Concurso de Ajudas do Programa Ibero-Americano de Bibliotecas Públicas

Foi prorrogado até o dia 21 de abril o prazo para as inscrições na 6ª edição do Concurso de Ajudas do Programa Ibero-Americano de Bibliotecas Públicas (Iberbibliotecas). A iniciativa tem como objetivo consolidar as bibliotecas públicas como espaços de livre acesso à informação e à leitura, trabalhar pela inclusão social e contribuir para a qualificação da educação e do desenvolvimento. As propostas vencedoras receberão até US$ 18,1 mil, em caso de projeto individual, ou até US$ 36,2 mil se forem em nome de dois ou mais países integrantes do Iberbibliotecas. O valor total a ser investido é de US$ 181 mil.

A participação é aberta para bibliotecas públicas e comunitárias dos países e cidades membros do programa, sendo eles: Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Espanha, México, Paraguai e as cidades de Buenos Aires (Argentina) e Medellín (Colômbia). Também podem se inscrever associações, redes e sistemas de bibliotecas públicas dessas localidades, além de organizações públicas e privadas que prestem serviços de biblioteca pública nesses países e cidades.

Os beneficiados deverão contribuir com uma contrapartida mínima ou percentagem de financiamento própria, correspondente a 20% do total do projeto.

As inscrições podem ser feitas em espanhol ou português e devem ser enviadas pelo e-mail iberbibliotecas@cerlalc.org, com o assunto “Concurso de Ajudas 2017”. O e-mail deve conter os seguintes documentos: formulário de inscrição; formulário de orçamento em dólares e moeda local; calendário das atividades do projeto em uma tabela do Excel ou PDF; e anexos (máximo três) que demonstrem o desenvolvimento do projeto – somente para aqueles que já estão em execução.

Saiba mais em:

Inscrições abertas para concurso de ajuda a bibliotecas pública

 

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura

1 comentário

Arquivado em Notícias

Bibliotecário Rico (4)

Pai rico, pai pobre: o que os ricos ensinam a seus filhos sobre dinheiro, de Robert Kiyosaki e Sharon L. Lechter, tornou-se um clássico de finanças pessoais.

O livro conta a história de um jovem que tinha “dois pais”: o pai rico, que o incentivava a ganhar dinheiro por conta própria, e o pai pobre, que o estimulava a estudar e conseguir um emprego com boa remuneração. Assim, é mostrado ao leitor as formas de se conseguir dinheiro e preparar os filhos para lidar com ele. Apesar do título, os conceitos apresentados podem ser aplicados por qualquer leitor.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Universidade Aberta recebe inscrições para curso sobre biblioteca

06.05-Universidade-Aberta

O polo de Novo Hamburgo da Universidade Aberta do Brasil (UAB-NH) está com inscrições abertas para o curso de extensão “A Biblioteca no Cenário Educacional, Cultural e Social e os Atores Protagonistas da Informação e do Conhecimento”. A formação é promovida pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Os interessados devem fazer a inscrição diretamente na UAB-NH (Av. Pedro Adams Filho, 4918 – 2º Andar) até o dia 6 de abril. Mais informações no site polouabnh.weebly.com.

O curso destinado a bibliotecários, professores, auxiliares de biblioteca e pessoas da comunidade em geral, é gratuito e desenvolvido na modalidade de Educação à Distância (EaD). Os candidatos devem ter Ensino Médio completo, noções básicas de informática e acesso à internet. O curso será realizado entre os dias 17 de abril e 14 de maio, totalizando 40 horas de formação. São destinadas 30 vagas ao polo hamburguense.

Universidade Aberta

A UAB é um sistema que visa democratizar o acesso ao ensino superior para a população hamburguense e moradores das cidades vizinhas. Aderido pela Secretaria de Educação (SMED), em 2008, o polo é mantido na cidade pela Prefeitura de Novo Hamburgo e fica na Av. Pedro Adams Filho, 4918, 2º andar, no centro. O telefone de contato é 3593-2043.

Disponível em: <http://novohamburgo.org/site/noticias/educacao/2017/03/29/universidade-aberta-recebe-inscricoes-para-curso-sobre-biblioteca/>. Acesso em: 30 mar. 2017.

3 Comentários

Arquivado em Curso

São Manuel tem exposição de Orquídeas na Biblioteca Municipal

Exposição de Orquídeas na Biblioteca Municipal “Dr. Francisco Câmara Ferreira”

 

Na manhã desta quinta-feira (30), foi inaugurada a Exposição de Orquídeas na Biblioteca Municipal “Dr. Francisco Câmara Ferreira”, dando início às comemorações de aniversário da biblioteca, que celebrará 73 anos de existência no próximo dia 27 de abril.

Mais de 800 unidades entre mudas e plantas florescidas estão expostas no salão central da biblioteca, numa variedade de mais de 400 espécies nativas do Brasil e de países como Chile, Japão e China, cultivadas pelo renomado produtor Edson Zanin, que atua há 18 anos no ramo e já realizou exposições em diversos estados como Mato Grosso do Sul, Paraná, Minas Gerais e norte do Estado de São Paulo.

Entre as espécies expostas na biblioteca há raridades como a Orquídea Negra, originária da selva amazônica, que está envolta em uma lenda indígena que a considera uma planta amaldiçoada. Por este motivo, chegou a ser praticamente extinta, passando ser reproduzida em laboratório. “As orquídeas me surpreendem e me emocionam a cada semana, pois há sempre uma nova descoberta. Para se ter uma idéia, hoje temos catalogadas mais de 4 milhões de espécies e ainda há muitas a serem exploradas. É um universo paralelo, assim como o nosso, infinito”, declara Zanin, que deixou o ramo empresarial para se tornar um especialista em fertilização digital.

Entre os visitantes que foram conferir a mostra estava a dona de casa Érica Vizoni, que herdou desde menina a paixão da avó pelas orquídeas e recebeu dicas de como cuidar melhor das plantas que cultiva em casa. “Para mim elas são muito mais do que belas, são lembranças da minha vida que me marcaram para sempre”, comenta.

A exposição segue até sexta-feira (31), e pode ser visitada durante o horário de funcionamento da biblioteca. “Nosso objetivo é atrair o público dentro da proposta que criamos de “Biblioteca Viva”. Aliás, hoje ela está mais viva do que nunca”, brincou o bibliotecário José Dionisio da Silva.

Serviço

“Exposição de Orquídeas” de Edson Zanin
Dias: 30/03 e 31/03
Local: Biblioteca Municipal “Dr. Francisco Câmara Ferreira”
Endereço: Rua XV de Novembro, nº 226, Centro, São Manuel-SP
Horário de visitação: 8h às 17h
Entrada: Gratuita

Disponível em: <http://www.jcnet.com.br/Regional/2017/03/sao-manuel-tem-exposicao-de-orquideas-na-biblioteca-municipal.html#prettyPhoto&gt;. Acesso em: 30 mar. 2017.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias