O que esperar das bibliotecas no século XXI: Pam Sandlian Smith no TEDxMileHigh

Clique em “Legendas/legendas ocultas (c)” para ativar a legenda.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Alunos da FCE vencem maratona de criação de startups

Guilherme Takeshi e Otávio Soares compuseram grupo que idealizou a rede social ‘TalkBook’

 31/10/2019 por: ACI Local | Daniel Manzano

Grupo vencedor da competição, com alunos Guilherme (nos braços dos colegas) e Otávio (segundo, em pé)
Imagem: AI/Inova Prudente

De 18 a 20 de outubro ocorreu em Presidente Prudente a quinta edição da Startup Weekend, organizada pela Inova Prudente em parceria com a Google for Startups. tendo a Educação como tema principal. O evento apresentou a proposta de incentivar os participantes a desenvolverem e validarem uma ideia de startup a partir de um problema por eles identificado.

O evento foi realizado em um local com design semelhante ao ambiente de uma Startup, com a participação de mentores que auxiliaram e incentivaram na elaboração das atividades, no qual os participantes foram expostos a todos os tipos de situações durante as 56 horas do evento. Neste prazo curto, os participantes foram estimulados a desenvolver suas competências na área da criatividade, liderança e gestão do tempo, além de forçá-los a “quebrar a cabeça” de forma a pensar “fora da caixinha”, como relatam os discentes.

Neste evento, marcaram presença os alunos do quarto termo de administração, Guilherme Takeshi Mandai e Otávio Augusto Soares Silva. Estes, junto ao seu grupo, desenvolveram a ideia de uma rede social que permite a conexão entre leitores de livros, além de permitir a venda ou troca de livros usados. A Startup TalkBook, assim batizada por eles, levou o prêmio de primeiro lugar e com isso, conquistaram também o apoio de mentores, investidores e participações em cursos para darem continuidade ao projeto, que será apresentado à Prefeitura de Presidente Prudente.

Otávio relata que o grupo foi formado dentro do próprio evento: “Primeiro, foram votadas 15 de 54 ideias de startups apresentadas, então, os participantes interessados em cada uma foram se aglomerando próximo ao idealizador, – no caso da TalkBook foi o Guilherme – , formando equipes de 7 pessoas cada.”

Para Guilherme, essa experiência o fez ter mais autoconfiança em suas ideias, além de desenvolver em muito sua forma de pensar e ver a realidade ao seu redor. Já Otávio, ressalta a importância do evento em sua vida, pois ao ter sido submetido a um ambiente com alta pressão, percebeu a forma como de fato as pessoas agem e como deveriam agir, além de permitir o contato com pessoas de diversas aptidões somadas às suas cargas de experiências.

Como conclusão, Otávio comenta: “Foi muito importante esse evento em nossas vidas, e acreditamos que todos devem ter a oportunidade de vivenciar isso”. Guilherme complementa: “Nós ainda somos alunos do quarto termo e olha o que conseguimos alcançar. Acreditamos que todos têm um potencial incrível e que vocês devem correr atrás e usar esse potencial. Essa é a mensagem que deixamos a todos, vocês são capazes, basta correr atrás”.

Disponível em: https://www.tupa.unesp.br/?fbclid=IwAR0L38L-ZIMQ_XbdVVq_Rd4UUdAwXbYraqUpDJqY5BdnReFPuLg4cBP5r30#!/noticia/590/alunos-da-fce-vencem-maratona-de-criacao-de-startups/. Acesso em: 4 nov. 2019.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

A norueguesa que ganha a vida catalogando aromas

A artista Sissel Tolaas tem um laboratório com 7 mil odores e um incômodo: por que os cheiros não têm nomes próprios?

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Bolsa FAPESP de treinamento técnico em ciência da informação

Bolsa FAPESP de treinamento técnico em ciência da informação

Bolsista dará apoio à implantação de plataformas baseadas em software livre para permitir o uso de repositórios digitais na Unifesp (imagem: Pixabay)

 

Agência FAPESP – Uma vaga de treinamento técnico nível três (TT-3) com bolsa da FAPESP está disponível para o projeto “A universidade do futuro e o futuro da universidade: uma estratégia para o NIT no contexto da inovação tecnológica a partir das parcerias e da interdisciplinaridade”, vinculado ao Programa de Apoio à Propriedade Intelectual (PAPI) e coordenado pelo professor Luiz Eugênio Araújo de Moraes Mello, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). O prazo de inscrição termina no dia 15 de outubro de 2019.

O bolsista dará apoio às atividades de implantação de plataformas baseadas em software livre para viabilizar o uso de repositórios digitais na Unifesp, garantindo a preservação do seu acervo.

Os repositórios digitais são bases de dados on-line que reúnem de maneira organizada a produção científica de uma instituição, armazenando arquivos de diversos formatos.

Serão objetivos do bolsista: atuação nas plataformas DSpace, Dataverse, OJS e LOCKSS, garantindo à segurança de acesso, espaço de armazenamento e escalabilidade; uso de ambientes baseados em máquinas virtuais em ambientes GNU/Linux; automatização de tarefas e rotinas com scripts; e processos de atualização com versionamento e apoio documental.

O candidato deve ter graduação completa. É desejável conhecimento nos sistemas operacionais GNU/Linux, em protocolos de rede e em noções de programação e linguagens de Script (Bash, PHP).

A inscrição pode ser feita pelo e-mail alexsandro.carvalho@unifesp.br. Mais informações sobre a vaga: www.fapesp.br/oportunidades/3212.

A Bolsa de TT-3 tem valor de R$ 1.228,40 mensais. É direcionada a graduados do nível superior, sem reprovações no histórico escolar e sem vínculo empregatício. A dedicação deverá ser de 16 a 40 horas semanais às atividades de apoio ao projeto de pesquisa. O tempo de bolsa TT-3 será descontado no caso de o interessado vir a usufruir de Bolsa de Mestrado ou Doutorado Direto.

Mais informações sobre as bolsas de Treinamento Técnico da FAPESP: www.fapesp.br/bolsas/tt.

Outras vagas de bolsas, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades, em www.fapesp.br/oportunidades.
Disponível em: http://agencia.fapesp.br/bolsa-fapesp-de-treinamento-tecnico-em-ciencia-da-informacao/31637/. Acesso em: 9 out. 2019.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

2ª edição do curso Gestão de Pessoas e Processos por Competências (EaD)

Contribuição de Vera Lui (UFSCar)

Deixe um comentário

Arquivado em Curso

2ª Jornada – Estágio e Pesquisa na Biblioteca Brasiliana

Agência FAPESP – A Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (BBM) da Universidade de São Paulo (USP) organiza sua 2ª Jornada – Estágio e Pesquisa no dia 4 de outubro de 2019, em São Paulo.

O evento reunirá pesquisadores, bolsistas e estagiários que atualmente participam nos projetos da biblioteca para reiterar o compromisso da instituição em promover o aprofundamento do conhecimento científico e integrar ações interdisciplinares de estudo, pesquisa e debate. Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Presidente da Agência USP de Gestão da Informação Acadêmica visita as instalações do SDO

No final da tarde de terça-feira, 24 de setembro de 2019, a FOUSP recebeu a visita do Presidente da Agência USP de Gestão da Informação Acadêmica, Prof. Dr. Jackson Cioni Bittencourt. A fim de conhecer a estrutura do local, o Presidente foi recebido pelo Diretor Prof. Dr. Rodney Garcia Rocha, pelo Prof. Dr. Rogério Nogueira de Oliveira membro da Comissão da Biblioteca e pela Chefe Técnica do Serviço de Documentação Odontológica Sra. Lúcia Maria Sebastiana Verônica Costa Ramos, esteve presente também nesta visita o bibliotecário da Agência USP de Gestão da Informação Acadêmica o Sr.  Laucivaldo Cardoso de Oliveira.

O objetivo da visita foi conhecer a estrutura organizacional e os produtos e serviços oferecidos pelo SDO, bem como os projetos de inovação que estão sendo desenvolvidos para melhor atender à comunidade acadêmica e científica.

O Serviço de Documentação Odontológica é reconhecido pela qualidade de seu acervo e por ser considerada a maior biblioteca na área de ciências odontológica da América Latina. Após as apresentações formais, o grupo se dirigiu ao local onde foi apresentado  o projeto CRAIfousp – Centro de Recursos para a Aprendizagem e Investigação baseado no modelo da declaração de Bolonha de 1999, desenvolvido pelo Prof. Dr. Moacyr Domingos Novelli, pela Sra. Lúcia Maria Sebastiana Verônica Costa Ramos e pelo analista Robson Brandão.

Os CRAIs são espaços criados junto às bibliotecas, onde são disponibilizados recursos tecnológicos aos usuários, para facilitar a investigação e a experimentação de assuntos oriundos do imaginar científico. O espaço agrega um projeto que propõe modificações gradativas na forma de ensinar a arte e a técnica da odontologia, colocando à disposição dos alunos de graduação da FOUSP laboratórios experimentais, destinados ao desenvolvimento de atividades práticas paralelas às atividades curriculares já existentes nos cursos diurno e noturno.

O foco é o desenvolvimento de modelos didáticos em odontologia voltados ao incremento das habilidades manuais, tendo como base um suporte teórico não abordado no currículo normal da graduação. O espaço é acessado livremente pelos alunos de graduação para despertar o raciocínio científico e interagir com professores e pesquisadores, constituindo um centro de produção científica gerada pela atividade didática.

Este projeto tem como objetivo conciliar ensino e pesquisa que implica em transmitir conhecimentos de pesquisas que contribuam para a evolução da ciência e a formação de seus alunos para a cidadania com suas especialidades. Em termos práticos isso significa ter espaços laboratoriais para experimentações e bibliotecas para acumular e organizar o conhecimento que, até então, apresenta-se com notória dicotomia física de ambientes por assim entendermos como conveniente para as práticas acadêmicas.

Com instalações laboratoriais anexas à biblioteca que permitem materializar conceitos como o de Redes Colaborativas, conhecimentos multi e interdisciplinares e processos criativos de investigação .Esta interdisciplinaridade e integração com outras unidades tem sido o principal foco na nova Agência USP da Informação Acadêmica.

O Prof.Dr. Moacyr apresentou também o anteprojeto Inteligência artificial para atendimento clínico odontológico  que está desenvolvendo junto com o analista Robson Brandão do SDO.

Na sequência, o Presidente conheceu os acervos I e II da Biblioteca, a sala de restauro, a de obras especiais e obras raras datadas de 1800, a gráfica e a sala de desbaste, e também a participação ativa do  Serviço de Documentação Odontológica na disciplina de Metodologia Científica onde bibliotecários com especialização, mestrado e doutorado ministram as aulas.

O objetivo principal da disciplina é capacitar o aluno na elaboração do trabalho científico, apresentando as fontes de informação qualificadas para apoio na recuperação dos textos científicos. São abordados temas como a pesquisa na universidade, os tipos de trabalho científico, a definição do tema e da pergunta de pesquisa, o acesso à informação especializada em odontologia, consulta às bases de dados, Terminologia em Odontologia, EndNote, estrutura do artigo científico, normalização técnica, ética em publicações, plágio e outros assuntos referentes às publicações científicas.O SDO ministra Treinamento nas bases de dados PUBMED, BVS, PORTAL CAPES, SCOPUS entre outras e a Capacitação no  Endnoteweb (Gerenciador de Referências) para os usuários.

Para finalizar, a bibliotecária falou da  Rede BVS odontologia Brasil que é um projeto que surgiu a partir da Rede do Sistema de Informação Especializado da Área de Odontologia.

Desde 1991, O Serviço de Documentação Odontológica da USP (SDO/USP) vem coordenando as atividades da “Sub-Rede Nacional de Informação na Área de Ciências da Saúde Oral”, através de projeto firmado entre W. K. Kellogg Foundation, Faculdade de Odontologia da USP e a BIREME que surgiu com a missão de contribuir para o desenvolvimento da odontologia no Brasil, por meio da promoção do uso da informação técnico-científica.

A Rede atua como um dos pilares no âmbito da disseminação da informação científica, por ser uma rede de informação especializada em odontologia integrada a dezessete bibliotecas universitárias de norte a sul do país com grande potencial de atuação junto aos pesquisadores e acadêmicos em âmbito nacional e internacional.

A BVS Odontologia Brasil, por sua vez, pode ser entendida como a instância que possibilita o acesso a informação para atender às necessidades de um grupo social ou da sociedade em geral, através da administração do seu patrimônio informacional e do exercício de uma função educativa, ao orientar os usuários na utilização da informação. Sendo esta considerada referência nacional em informação odontológica não se pode ignorar que um dos traços marcantes da atualidade é a transformação veloz da própria natureza do conhecimento científico e tecnológico tendo seus reflexos cada vez mais visíveis no mundo atual, o que reflete nas universidades e nas bibliotecas integrantes da Rede BVS Odontologia Brasil, nova postura de atuação, resultando na necessidade da criação da BVS Odontologia Brasil, integrando novos recursos de informação e comunicação, e reconvertendo os papéis dos diferentes atores reais e virtuais no processo de ensino-aprendizagem.

Atualmente o SDO conta com 18 funcionários e  é composto por uma chefia técnica e três serviços assim dispostos: Serviços de Tratamento da Informação,Serviço de Assistência e Divulgação Técnico-Científica, Serviço de Informação Documentária e Circulação.

Disponível em: http://www.fo.usp.br/?p=49581. Acesso em: 30 set. 2019.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias