Blogs e a sua carreira

O blog pode ser bom para a carreira acadêmica? A idéia deste post surgiu a partir deste: Blogging: Career-Building Block or Blunder?

É uma discussão que ainda não encontrei nos blogs de biblioteconomia brasileiros. Poderá ser um instrumento de grande valia tanto para promover-se como para promover a área, é verdade. Deve-se ter cuidado com o marketing pessoal para evitar exageros. Ótimo, os blogs são excelentes ferramentas para esse fim, além de serem de utilização intuitiva.

Mas… como divulgá-los? Na universidade? Entre os colegas do curso? Tudo depende do conteúdo. Se for de caráter mais informativo, ou seja, apresenta eventos e oportunidades de emprego, atingirá um público maior. Se apresentar mais reflexões pessoais da área do blog, também será de grande valia, atraindo mais ou menos leitores.

Esses e outros temas, como todos referentes a Internet e tecnologia, serão ainda muito discutidos. Além de demonstrarem que você faz parte de uma comunidade, os blogs oferecem a oportunidade de expressar-se sobre assuntos diversos.

2 Comentários

Arquivado em Reflexões

2 Respostas para “Blogs e a sua carreira

  1. Cristiane Gomes

    Existem duas formas de se relacionar com uma profissão. Uma é entendê-la como uma carreira e, neste caso, costuma-se preferir a imparcialidade, a não exposição e evita-se o conflito, porque o objetivo é o sucesso individual. Outra, é vê-la como uma missão ou como uma causa, e, consequentemente, assume-se riscos. Há profissões que se identificam mais como uma definição e outra, conforme digam respeito aos rumos da coletividade ou não. De qualquer forma, quando se publica é porque se assumiu o risco e se acredita que há algo de bom para compartilhar. A Biblioteconomia está muito ligada à construção do conhecimento e aos rumos do coletivo no que diz respeito à acessibilidade, de modo que o bibliotecário se sente persuadido a fazê-lo, é intrínseco a sua vocação. Entre meus autores preferidos estão Fernando Pessoa e Guimarães Rosa que dizem: “Navegar é preciso, viver não é preciso” e “Viver nem não é muito perigoso”?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s