UNIR não respeita acadêmicos

Acadêmicos da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), após anos de silêncio perante a omissão da instituição de ensino, vem a público mostrar sua indignação.
Após assembleia Geral, ocorrida na noite de ontem (21), lançam nota.

UNIR não respeita acadêmicos‏

No ano de 2009 a Universidade Federal de Rondônia (UNIR), Criou o curso de Ciências da Informação com ênfase em Biblioteconomia, no qual ofertou 50 vagas, que foram preenchidas por alunos de diversas partes do estado de Rondônia e do Acre.
Em 2013 a UNIR deveria está formando a primeira turma de Bibliotecários do Estado de Rondônia, uma área carente e abandonada.
Mas o que era pra ser motivo de alegria está se transformando em pesadelos para acadêmicos e acadêmicas que, estão em vias de se formar e enfrentam problemas como: a falta da alteração na Nomenclatura do Curso de Biblioteconomia no E-mec, falta de professores e até mesmo a falta de notas e disciplinas no SINGU. (Sistema Utilizado pela instituição para disponibilização de notas, cadastros e afins…)
Também há de se frisar o fato de professores ainda se encontrarem “viajando” e de “férias” enquanto os alunos estão esperando os mesmo voltarem para iniciar os estudos, lembrando que devido à greve de Professores, os alunos estão cursando dois semestres em um.
A UNIR não responde e muito menos atende os alunos e o pior está deixando o tempo passar como se nada estivesse acontecendo, pois somos “cursos do REUNI”, nós não somos cursos do REUNI! Somos estudantes.
Seres humanos, que gastamos e investimos tempo, suor e dedicação aos nossos estudos!
Nós futuros Bibliotecários estamos indignados pelo tratamento recebido pela administração da UNIR.
NÓS NÃO SOMOS LIXOS ESTAMOS AQUI E EXIGIMOS ATENÇÃO E RESPEITO!
Todos sabem do abandono de muitas bibliotecas em Rondônia, um exemplo trágico são as bibliotecas de Guajará-mirim e a única Biblioteca Estadual a Doutor José Pontes Pinto, que na realidade são verdadeiros depósitos de livros.
Há necessidade de bibliotecários em todo o Brasil e a região norte é a que menos possui bibliotecas, a UNIR é a terceira universidade a oferecer o curso na região.
Exigimos formação de qualidade, que os impostos dos contribuintes sejam gastos com quem quer trabalhar para fazer nossa região desenvolver!
Autor: Francisco Silva

Disponível em: http://www.rondonoticias.com.br/ler.php?id=117961. Acesso em: 25 fev. 2013.

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Notícias

3 Respostas para “UNIR não respeita acadêmicos

  1. carmen lucia troiani

    Há falta de respeito de consideração e compreensão por parte da Instituição UNIR, para com o próximo, com a cultura e acaso Rondônia, não é parte do nosso país? Que despautério! é o fim… vamos lá gente, lutem, chamem os políticos, façam greves “brancas”, lutem condignamente, temos que mudar a imagem desse Brasil, servirmos de modelo e não de risos hipócritas e humilhação dos estrangeiros para conosco. Afinal, estamos caminhando para frente ou retrocedendo cada vez mais! Os futuros bibliotecários devem e têem que aprender a lutar pelos seus direitos, onde já se viu, tamanha desconsideração, se os estadunidenses chamar-nos de “índios”, não se assustem…. sempre existe um motivo! Força, garra, lutem pela cultura e formatura, depois, muita coragem para lutar incessantemente pela profissão e pelos salários mais dignos em pró do Bibliotecário! Avante, sem guerra não há vitória, más uma guerra diplomática, racional, inteligente é o que se deve fazer. Sorte! Coragem!

  2. Lucas

    Eu e outros colegas vivemos uma situação semelhante em Vitória da Conquista, Ba. Uma faculdade particular daqui, inaugurou também um curso de ciência da informação, alegando ser uma evolução da biblioteconomia, contudo as vésperas da colação de grau da primeira turma, descobrimos que não poderíamos ser representados pelo conselho de biblioteconomia, fomos questionar nossa situação diante da direção da faculdade, pediram para aguardarmos a comissão do mec que viria reconhecer e curso. chegando a comissão expomos nossas necessidades e a comissão acrescentou em seus relatórios a sugestão de mudança do nome do curso já que a grade curricular era de biblioteconomia. devo ressaltar que o comissão do mec deu entrada nesse processo no e-mec em setembro de 2008, colei grau em dezembro de 2009 junto com a segunda turma do curso e até hoje estamos todos desamparados tanto pela faculdade que diz que a culpa é do mec, quanto pelo mec que a 04 anos responde nossas mensagens pedindo para aguardamos a conclusão do processo, outro dia quando pesquisando na internet casos semelhantes ao nosso descobri que a UNIR passava por situação semelhante, mas que ao contrário da minha faculdade, tinha divulgado uma resolução onde alterava a nomenclatura do curso, isso me encheu de esperança, busquei contactar a UNIR e seus alunos para saber como havia se dado esse processo, mas esta tarde vejo que minhas esperança se foram pelo ralo, o pior para nós, intitulados cientistas da informação de Vitória da Conquista é morar numa cidade com um mercado de trabalho extremamente amplo para biblioteconomia, onde estão instaladas 03 universidades públicas, 03 faculdades particulares, 03 bibliotecas públicas, e uma infinidade de escolas particulares que solicitam os serviços de bibliotecários em nossa cidade, vale ressaltar que para dar conta da demanda dessa cidade, existem apenas 05 bibliotecários vindos da capital Salvador, é frustrante, ter-se conhecimento, técnico, prático e científico para se exercer a profissão de bibliotecário e não poder por uma simples questão de nomenclatura, algo que talvez possa ser resolvido tão facilmente.
    Sei bem pelo que passam meus colegas da UNIR, pois aqui em minha cidade esse pesadelo já se estende pelo 5º ano consecutivo e ainda está longe ter um fim.
    Tenho esperança que um dia eu e muitos semelhantes tenham o direito de possuir aquilo que tanto lutamos para conseguir.

    Força colegas

    • Olá, Lucas!

      Obrigado pelo seu depoimento. Não sabia dessa situação em Vitória da Conquista. O que soube era que o curso da PUCCAMP, também denominado Ciência da Informação, também teve problemas com a nomenclatura perante o CRB, mas não sei como (ou se) foi resolvida essa questão.

      Obrigado pela visita!
      Eduardo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s