Artigos com títulos mais curtos conseguem mais citações

Para William Shakespeare, a brevidade era a alma da sagacidade. Para os cientistas, pode ser ainda mais valioso, como concisão parece correlacionar-se com a frequência com que um trabalho de pesquisa é citado.

Adrian Letchford e seus colegas da Universidade de Warwick, em Coventry, Reino Unido, analisaram os títulos de 140.000 dos artigos revisados por especialistas mais citados, publicados entre 2007 e 2013 listados no Scopus, uma base de dados de pesquisa. Eles compararam os comprimentos dos artigos com o número de vezes que cada artigo foi citado por outros artigos – uma estatística por vezes utilizada como uma medida grosseira de importância.

Leia a notícia completa, em inglês, no site da Nature.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s