Estudo de usuários na web: conheça duas técnicas que o curso de Biblioteconomia não ensina

Se você é o responsável pelo gerenciamento das redes sociais da biblioteca, provavelmente já deve ter visto gráficos e números fornecidas pelas próprias redes. Eles variam desde a quantidade de compartilhamentos, curtidas, informações demográficas e outras. É preciso ir além desses dados e entender como eles podem ser aplicados na prática para conhecer o público das redes sociais da biblioteca. Como nem tudo se aprende no curso de Biblioteconomia (a prática é outra faculdade!), aqui ensino duas técnicas de identificação do público no Facebook e no Twitter. Vamos lá?

 

Por que conhecer o público?

Quando você está na biblioteca, você precisa conhecer os usuários para oferecer o acervo adequado, as bases de dados mais utilizadas e outros recursos que atendam a necessidade deles, não é mesmo?

Então veja abaixo alguns motivos pelos quais você precisa o público das redes sociais da biblioteca:

  • ajuda a criar conteúdos de interesse do público
  • permite definir estratégias de marketing mais direcionadas
  • facilita a comunicação, pois você passa a entender qual a linguagem do usuário nas redes sociais e pode se comunicar da mesma forma e no mesmo tom

Agora veja abaixo como fazer um estudo de usuários no Facebook e no Twitter de forma rápida!

 

Estudo de usuários no Facebook

Em uma página do  Facebook, você pode verificar quem é o público em Informações > Pessoas. Veja o exemplo abaixo do Mundo Bibliotecário:

Facebook Mundo Bibliotecário

Informações sobre “Seus fãs”

 

Um detalhe importante: observe que a imagem acima se refere apenas aos “Seus fãs”. Também é possível visualizar o perfil dos “Seus “seguidores” e as “Pessoas alcançadas”.

Informações sobre “Seus seguidores”

Informações sobre “Pessoas alcançadas”

 

Estudo de usuários no Twitter

No Twitter, conheça o público acessando Mais > Estatísticas. Depois, clique em Públicos na parte superior da página. Aqui vai mais um exemplo do Mundo Bibliotecário:


Twitter Mundo Bibliotecário

Informação sobre “Públicos”

A diferença em comparação ao Facebook é que aqui é possível visualizar o crescimento dos seguidores e seus interesses na mesma página em que temos as informações sobre gênero. Outra diferença é que no Twitter não são mostradas informações sobre a idade dos seguidores, mas como o Facebook apresenta essa informação, já é possível saber quem é o seu público com mais precisão.

Você usa outras redes sociais na biblioteca e também sabe como estudar seus usuários nelas? Compartilhe nos comentários!

***

BÔNUS!!!

Estudo de usuários no Instagram

As informações demográficas estão disponíveis apenas para contas comerciais pela ferramentas Instagram Insights.

Para mudar a conta da biblioteca para um perfil comercial, acesse Configurações > Conta > Mudar para conta comercial (não localizei nenhuma informação sobre custo; aparentemente, a mudança é só na configuração da conta mesmo).

Feito isso, você terá acesso às informações:

Gênero: pode ser importante para direcionar o conteúdo;

Faixa etária: pode ajudar a definir o “tom” do conteúdo;

Principais localizações: pode ser útil para ajudar na criação de conteúdos específicos das localizações dos seguidores;

Seguidores: permite saber o horário e dia de maior frequência do público no Instagram.

1 comentário

Arquivado em Notícias

Uma resposta para “Estudo de usuários na web: conheça duas técnicas que o curso de Biblioteconomia não ensina

  1. Pingback: Conheça 3 ferramentas (gratuitas!) para produzir conteúdo para redes sociais em bibliotecas | Mundo Bibliotecário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s