Arquivo da categoria: Eventos

1º Encontro de Bibliotecas e Bibliotecários da RMS ocorre nesta 4ª

Encontro vai discutir a Biblioteca do Futuro com a presença de Luís Milanesi

O esgotamento do modelo tradicional das bibliotecas e a necessidade de transformá-las em um novo espaço é um das defesas de um dos principais nomes da biblioteconomia no Brasil, Luís Milanesi. Professor e autor de livros que servem como base ao ensino da biblioteconomia no país, não por acaso ele é o principal palestrante do 1 Encontro de Bibliotecas e Bibliotecários da Região Metropolitana de Sorocaba, que acontece amanhã (21), das 8h às 13h, na Biblioteca Municipal “Jorge Guilherme Senger”. O evento é gratuito, voltado para bibliotecários, mas aberto para interessados em geral. O evento é organizado pela Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria da Cultura e Turismo e da Secretaria de Relações Institucionais e Metropolitanas de Sorocaba. Mais informações: (15) 3228-1955.

Para discutir a “Biblioteca do Futuro”, mote do encontro, Milanesi se junta a outros grandes nomes da área para debater diversos aspectos dessa renovação necessária das bibliotecas, são eles: o professor Luis Armando Bagolin; a representante da secretaria de Cultura do Estado, Iliria Plissari e representante das bibliotecas comunitárias, Jair Vieira.

De acordo com o coordenador da Biblioteca Municipal de Sorocaba, Gilberto Antunes, a ideia do encontro é despertar nos principais atores deste setor o senso crítico diante do cenário iminente de transformações vividas pelas inovações tecnológicas e analisar o comportamento do usuário por conta dessas mudanças. “Vamos discutir o uso desse espaço chamado biblioteca para muito além dos livros, mas como centro de convívio social”. Para ele, há que se pensar no espaço como um local de transformação e que receba eventos como palestras, workshops, oficinas e cursos, e também de entretenimento e cultural, acolhendo espetáculos, performances e exposições.

Práticas inovadoras

A discussão levantada por Antunes é pertinente à defesa de Milanesi: “A biblioteca do futuro bem próximo será um ponto de encontro para ver um filme, uma exposição, um recital de música, participar de um seminário ou de um curso à distância, integrar-se às oficinas, etc. Há muito para explorar. A biblioteca tradicional esgotou-se, mas a nova será mais ampla e mais forte”, defendeu o professor. Para ele, não é apenas a estrutura que precisa passar por essa renovação, mas, sobretudo, o profissional, que deverá saber integrar informação com comunicação para informar o seu público de acordo com as suas necessidades, via construção de sites, por exemplo. Como lembrou, hoje as pessoas não precisam ir atrás de informação, assim, as bibliotecas precisam saber chegar até seu público.

Milanesi que falará da invenção da biblioteca pós Gutenberg reforça a importância de espaços de discussão como esse, para se repensar a estrutura, os profissionais e, sobretudo o público.  “Da mesma forma que o brasileiro tornou-se telespectador antes de ser alfabetizado, entramos na era digital sem sermos leitores de livros. Esse panorama tornou-se hostil aos bibliotecários. Mas o impacto tem sido maior nos cursos de Biblioteconomia indecisos em relação ao perfil do bibliotecário que desejam formar. O profissional atua na organização e disseminação do conhecimento – tarefa fundamental na sociedade contemporânea. Mas está buscando novas formas de concretizar esse objetivo. Há crise? Sim, há crise, mas ela está sendo geradora de práticas inovadoras.”

Para o secretário de Cultura e Turismo de Sorocaba, mais do que pensar a função das bibliotecas e os rumos profissionais, é importante a discussão, em âmbito regional, para aproximar as instituições e profissionais que compõem a Região Metropolitana de Sorocaba. “Estamos em um momento de mudanças e se faz urgente a parceria nas mais diversas formas”, salientou.

Serviço: A Biblioteca Municipal “Jorge Guilherme Senger” fica na Rua Ministro Coqueijo Costa, 180, no Alto da Boa Vista. O encontro acontece das 8h às 13h e mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (15) 3228-1955

Disponível em: <http://agencia.sorocaba.sp.gov.br/1o-encontro-de-bibliotecas-e-bibliotecarios-da-rms-ocorre-nesta-4a/>. Acesso em: 20 jun. 2017.

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos

Seminário de Pesquisas em Ciência da Informação do PPGCI/USP

Deixe um comentário

30 maio 2017 · 9:49 pm

BiblioCamp Sanca 2017: as bibliotecas não são o limite!

Participantes ao final do BiblioCamp Sanca 2017!
Crédito da foto: Rodrigo Espíndola.

No dia 6/5/17, ocorreu a sétima edição do BiblioCamp: BiblioCamp Sanca 2017!

Desde que participei do meu primeiro BiblioCamp em São Paulo no ano de 2013, fiquei impressionado tanto com o conteúdo do evento e seu formato. Simplesmente abre um leque de possibilidades e uma oportunidade troca de experiências que nenhum evento profissional consegue atingir, seja pelo fato das palestras serem curtas, seja pelo fato de ter uma média de 50 participantes e, assim, permitir maior interação entre todos, num estilo totalmente informal.

Fiquei tão impressionado com o evento que depois de algum tempo, pensei: o interior precisa ter um BiblioCamp! E levei essa ideia comigo por uns anos. Eis que em finais de 2016, conversa vai com um “bibliotecário campuseiro”, conversa vai com outro, começam as discussões para o BiblioCamp Sanca 2017, o primeiro BiblioCamp do interior! Não posso deixar de mencionar duas pessoas que de imediato abraçaram a ideia: Marcos Teruo Ouchi, que organizou o evento comigo, e José Carlos Bastos Júnior, que foi o primeiro palestrante convidado e prontamente aceitou o desafio. A vocês, meu muito obrigado! E a partir desse contato agregamos mais e mais pessoas…

Foi assim que eu e Marcos tocamos toda a organização do evento: da criação do site e contato com palestrantes à escolha do local, definição da programação e coffee-break… tudo, absolutamente, na base do voluntariado! No princípio, o Marcos não estava botando muito fé nesse esquema, mas como é um cara engajado e que faz acontecer, aos poucos ele se convenceu que sim, seria possível, e que de fato São Carlos (SP), com o curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação na Universidade Federal de São Carlos (BCI/UFSCar, tinha condições de realizar o primeiro BiblioCamop no interior. E sim, para quem não conhece, o BiblioCamp é inteiramente realizado na base do voluntariado: desde a organização até os palestrantes. Cada um arca com as próprias despesas. O local foi a biblioteca da universidade onde nos graduamos: Biblioteca Comunitária (BCo) da UFSCar! Aos profissionais da BCo, Eliane Colepicolo (diretora), Alexei David Antonio e Marisa Cubas Lozano, também agradeço imensamente por terem “comprado” a ideia.

As palestras do BiblioCamp são no estilo TED, isto é, cada palestrante tem quinze minutos de fala. Um diferencial desta edição foi o momento que chamamos “Diálogos”: a cada bloco de três ou quatro apresentações, realizamos uma pausa para perguntas. Apesar da meia hora disponível para esse momento não ter sido suficiente, haja vista a vontade de participação dos ouvintes, a conversa continuou no almoço e também nos intervalos entre uma e outra palestra, o que foi bastante produtivo, pois possibilitou o contato direto com os palestrantes. Logo as palestras e as apresentações estarão disponíveis no YouTube. Aliás, a gravação só foi possível com o cinegrafista Rodrigo Espíndola, a quem agradeço pelo registro!

Para quem não pode comparecer, replico abaixo a programação:

10h15
Como construir indicadores bibliométricos e cientométricos de um campo de pesquisa
Eliane Colepícolo (UFSCar)

10h30
Programa Conecta Biblioteca- Experiências de bibliotecas públicas brasileiras
Ilca Bandeira (ONG Recode)

10h45
DIÁLOGOS (Momento para perguntas, respostas e debate)

11h05
A formação do bibliotecário frente aos direitos “humanos”
Maria Cristina Palhares (UNIFAI)

11h20
Mas por que uma biblioteca se temos a Amazon Books?
Adriana Ferrari (USP/FEBAB)

11h35
Casa arrumada: como ser um bom anfitrião nas visitas do MEC
Ariovaldo Alves (UNIP)

11h50
DIÁLOGOS (Momento para perguntas, respostas e debate)

12h10
Almoço

13h30
Fronteiras: como conseguir intercâmbio profissional biblioteconômico no Exterior
Carlos Eduardo Gianetti (UNICAMP)

13h45
Fala, bibliotecária: compartilhando ideias, experiências e conhecimento no YouTube
Gabriela Bazan Pedrão (UNESP)

14h00
INFOMARKETING: fez biblio e não aparece vaga na biblioteca? Conheça outro campo natural para o Bibliotecário
Marcos Teruo Ouchi (UFSCar)

14h15
DIÁLOGOS (Momento para perguntas, respostas e debate)

14h35
Uma ONG para bibliotecas escolares
Suelen Camilo Ferreira (UNIP)

14h50
Biblioteconomia social: implementação de espaços de cultura em áreas de vulnerabilidade social
José Carlos Bastos Júnior (Prefeitura de Ibaté)

15h05
Diagnóstico e Planejamento de Bibliotecas Escolares: torne-se a TIA MÁ que as crianças merecem
Estela Maris Ferreira (Colégio Anglo São Carlos)

15h20
Responsabilidade Social Bibliotecária (RSB): mercado em aberto na práxis em Biblioteconomia
Marielle Barros de Moraes (USP)

15h35
Centros de Informação como Centros de Aprendizagem
João Guilherme Camargo dos Santos (Escola de Inventor)

15h50
DIÁLOGOS (Momento para perguntas, respostas e debate)

16h00
Encerramento

Com a participação ativa de todos, o BiblioCamp Sanca 2017 foi até as 18h! Saímos de lá fisicamente cansados, mas mentalmente renovados!

Não consegui fazer anotações de todas as palestras por conta de ter organizado o evento, porém, o pessoal da FaBCI-FESPSP fez um excelente relato do evento. A todos os novos amigos da FESPSP, também agradeço pela participação e pelo relato!

Sem dúvida, é um BiblioCamp que lembrarei para sempre, inclusive pelo fato de ter coincidido com o meu aniversário (é sério: teve votação para decidir a data!)! Teve até “parabéns” surpresa! Nunca deu tanto trabalho organizar uma “festa” de aniversário como essa, que foi repleta de novas ideias, inspiração, motivação e realização para continuarmos, todos, a fazer uma Biblioteconomia cada vez melhor!

Aos presentes e aos ausentes, mas que fizeram votos de sucesso, meu muito obrigado pela participação e apoio ao BiblioCamp Sanca 2017!

E que venha o BiblioCamp Fortaleza 2017!

2 Comentários

Arquivado em Eventos, Notícias

BiblioCamp Sanca 2017

Em 6 de maio de 2017, será realizada em São Carlos (SP) a 7ª edição do BiblioCamp. O BiblioCamp foi uma iniciativa do bibliotecário Moreno Barros, que trabalha na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e é um dos editores do blog “Bibliotecários Sem Fronteiras”. Em 2011, ele decidiu reunir em um encontro bibliotecários que tivessem algo bacana sobre a profissão, uma ideia, uma experiência ou um projeto para compartilhar. O intuito era reunir profissionais para um bate-papo, uma troca de experiências sem atrelá-lo à formalização dos tradicionais eventos acadêmicos da área, mas comprometido com a paixão por aquilo que se faz no dia a dia da atuação profissional. Desta forma, nasceu o BiblioCamp.

A proposta de realizar o BiblioCamp em São Carlos (SP) é trazer o evento para o interior de São Paulo e, assim, viabilizar a participação dos bibliotecários dessa região e das demais do Estado e do Brasil, pois desde sua primeira edição conta com a participação de profissionais de todo o país. Além disso, como o evento sempre foi realizado nas capitais de Estados, esta edição também promoverá a troca de conhecimento das práticas, experiências e ideias que os profissionais das bibliotecas do interior paulista estão desenvolvendo, oferecendo a elas a oportunidade, muitas vezes escassas, de divulgar seus projetos.

 

1. FORMATO DO EVENTO

O BiblioCamp é um evento anual que deve ter, no máximo, 50 participantes, para que sua característica intimista perdure, proporcionando maior integração e troca entre seus participantes.

A participação no evento é gratuita, ou seja, não é cobrada taxa de inscrição, e a comissão organizadora de cada edição é responsável pela captação de recursos em forma de parcerias com empresas para obtenção dos itens necessários para a realização do evento.

Salienta-se que como este evento não é vinculado à nenhuma instituição acadêmica e também não utiliza a estrutura formal dos demais eventos da área (com a emissão de certificados), essa estrutura informal do BiblioCamp faz com que o público do evento seja composto por profissionais que realmente são apaixonados pela profissão, por aquilo que exercem e, consequentemente, que trabalham e não medem esforços para buscar novos caminhos, ferramentas e ideais que orientem e aperfeiçoem o seu fazer. Essa peculiaridade estrutural do evento faz a diferença. Afinal, os participantes que estarão na 7ª edição do BiblioCamp por vontade própria e não por imposição acadêmica ou trabalhista.

 

2. DATA DE REALIZAÇÃO

O evento será realizado no dia 06 de maio de 2017 (sábado).

 

3. LOCAL DE REALIZAÇÃO

Biblioteca Comunitária – Universidade Federal de São Carlos (BCo-UFSCar).

 

4. PROGRAMAÇÃO

Das 8h00 às 9:00h – Recepção e organização do local

Das 9h00 às 9h40 – Visita Monitorada – BCo-UFSCar

Das 9:40h às 10:15h – Welcome coffee

Das 10:15h 12:10h – Apresentações

Das 12:10h às 13:30h – Pausa para o almoço

Das 13:30h às 15:55h – Apresentações

16h – Término do evento e organização do local

 

5. PÚBLICO-ALVO E PERFIL

Bibliotecários e demais profissionais que atuam em bibliotecas, inclusive de outros Estados, conforme observado nas edições anteriores do BiblioCamp.

 

6. FORMAS DE PARTICIPAÇÃO[1]

6.1 PALESTRANTES CONVIDADOS

O evento contará com 6 apresentações de pessoas convidadas pela organização, com duração de 15 minutos para cada participante.

 

6.2 PALESTRANTES VOLUNTÁRIOS

O evento contará com 6 apresentações de palestrantes voluntários, que deverão encaminhar breve resumo sobre o assunto que desejam apresentar. Esses passarão por uma comissão que irá analisá-lo e emitirá um parecer sobre a participação ou não no evento. Estas apresentações também terão duração de 15 minutos para cada participante.

 

6.3 APRESENTAÇÕES MAIS VOTADAS

Será disponibilizada uma lista de apresentações nos canais de divulgação do evento para votação. As 6 apresentações mais votadas serão selecionadas para integrar a programação e também terão 15 minutos de duração.

 

6.4 OUVINTES

Serão abertas inscrições para pessoas interessadas apenas em assistir o evento. Como o número de vagas será limitado, o critério de seleção será a ordem de inscrição.

 

7. DIVULGAÇÃO

A 7ª edição do BiblioCamp terá os seguintes canais de divulgação:

Site: https://bibliocamp.com.br/

Facebook: https://www.facebook.com/events/380287682339121/

 

Contamos com sua presença!

[1] As inscrições podem ser realizadas no link http://goo.gl/Jswnkv e os trabalhos podem ser submetidos no e-mail contato@bibliocamp.com.br.

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos

Workshop “ORCID para autores”

Suelybcs ministra Workshop > aberto, gratuito > “ORCID para autores”

Data: 16/03/2017 – quinta-feira

Local: EESC/USP, São Carlos

Horário: 14h00 às 18h00

Retransmissão simultânea clique aqui para assistir e enviar perguntas > https://www.youtube.com/channel/UCoiIEmnWHtcIwcfV8H6W7Yg

==================================================

Evento integrante da XIII Semana da Pós-Graduação da EESC

http://www.eesc.usp.br/…/biblioteca/pub/sem…/programacao.php

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos

Crossref Live

Junte-se ao Crossref no Brasil!

Devido a alta demanda para o evento de Campinas, o Crossref decidiu realizar em parceria com a ABEC Brasil e a Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP) um segundo dia de evento, desta vez na cidade de São Paulo.

O Crossref Live in São Paulo acontecerá dia 16 de dezembro de 2016 e também será gratuito.

Será um seminário relevante para publishers, editores, prestadores de serviços, 
fontes indexadoras, agências de fomento, bibliotecários, entre outros que possuam interesse em conhecer um pouco mais sobre o que é a  Crossref
e os serviços oferecidos. 

O evento é gratuito, mas é necessário realizar a inscrição pois as vagas são limitadas.

Clique aqui para garantir sua vaga!

Esperamos você!

QUANDO
Sexta-feira, 16 de dezembro de 2016
das 08:30 às 17:00
ONDE
Auditório da FGV @ Rua Itapeva, 432, São Paulo/SP

_________________________________________________

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos

SNBU 2016 – 19/10/16

No quarto dia do SNBU 2016, no qual o evento foi encerrado e os dias seguintes foram dedicados apenas para visitas técnicas, ocorreu a conferência “Projetando o Futuro Tecnológico das Bibliotecas Universitárias”, proferida por Christopher Timothy Holly, da EBSCO.

Holly iniciou sua fala sobre o Cultural Community Solutions (CCS), um consórcio norte-americano de bibliotecas, apresentando a missão que é promover o acesso a recursos compartilhados e tecnologia de serviços para bibliotecas com custo-benefício como um centro de aprendizagem  colaborativo para desvendar o futuro. Além disso, expôs que o plano estratégico do consórcio é o foco no usuário e a correção dos registros bibliográficos para novos padrões.

O conferencista comentou, também, as decisões tecnológicas refletem os valores da biblioteca, e que as necessidades variam entre as bibliotecas. Sobre a consolidação da automação de bibliotecas nos Estados Unidos, Holly comentou que isso ocorreu por meio de muitos movimentos de fusões e aquisições, o que diminuiu as opções disponíveis no mercado. A filosofia do CCS vai justamente na contramão desse movimento, pois pretende dialogar de forma mais ampla para ajudar a mudança.

Em relação a inovação, o conferencista apontou que novos modelos de negócios como Airbnb, Amazon e Netflix, pois surgiram mudanças no mercado e na competitividade. A situação é a mesma no contexto bibliotecário, por isso, as plataformas surgem como ambientes de código aberto, acessíveis em múltiplos níveis e que operam de forma não lucrativa. Assim, por meio da comunidade, modernidade e modularidade, consegue promover inovações como o diálogo de diferentes comunidades, implantar serviços em nuvem e linked data e expandir em plataformas módulos de sistemas de bibliotecas, tais como catalogação, aquisição, dentre outros.

Nesse contexto, Holly apresentou o FOLIO, que é uma plataforma para desenvolver tecnologias para bibliotecas. Tem como características, dentre outras ser extensível, com serviços de descoberta e open link URL, além de contar com novos aplicativos, tais como linked open data e room booking. Dentre seus objetivos, estão: criar uma comunidade, alavanar a fonte aberta, melhorar produtos e trazer mais opções de plataformas para bibliotecas. Assim, FOLIO permite a participação de bibliotecas e fornecedores, aumentando a concorrência e diminuindo custos.

Na sequência, foi apresentada a conferência “Criação e Povoamento de Repositório Institucional: estratégias de consolidação”, por Ricardo Otelo dos Santos Saraiva Cruz, da Universidade do Minho e, no período da tarde, foi apresentado o relato do evento pelo professor Oswaldo Francisco de Almeida Júnior, da Unesp de Marília (SP), com um balanço geral positivo, tanto em número de participantes (por volta de 600), como pela quantidade de trabalhos aprovados e demais atividades do evento, apesar de problemas pontuais com ausências nas apresentações de trabalhos e atrasos, o que não invalida os ganhos pela participação no evento em si, sobretudo no que se refere ao estabelecimento de fortalecimento da rede de contato entre profissionais.

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos, Notícias