Pessoas 24 horas na biblioteca: trabalho muito duro, sem diversão nenhuma?

Temido por alguns, reverenciado por outros, o “todo-noite” sempre foi uma característica lendária da vida de estudante. Ele não vem como nenhuma surpresa, então, muitos estudantes têm pressionado suas universidades para fornecer serviços de biblioteca 24 horas. Leeds, Kings e Reading são apenas alguns exemplos recentes dessa tendência crescente. Todos concordaram em atender aqueles que, seja por hábito ou necessidade, optar trabalho ao luar.

O texto completo da notícia, em inglês, está disponível no site do The Guardian.

0 comentário em “Pessoas 24 horas na biblioteca: trabalho muito duro, sem diversão nenhuma?”

  1. Olá, interessante esta notícia. Mas, acredito que o correto seria: trabalho muito duro, sem diversão nenhuma. E é importante informar que a matéria tende a culpar esses bravos bibliotecários do turno noturno como incentivadores de uma disciplina pouco saudável de estudos.

    Responder
    • Olá, Magah!

      Obrigado pela sugestão de título, eu realmente tive dificuldade para traduzi-lo.

      Obrigado pela visita e pelo comentário!
      Eduardo.

      Responder

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: