Os bibliotecários escolares estão desaparecendo: aqui está por que eles não deveriam

Os bibliotecários escolares estão desaparecendo . Os dados mostram que há uma diminuição nos cargos de bibliotecário escolar ao longo do tempo. Quer essa escassez de bibliotecários seja devido a cortes orçamentários, quer seja pela falta de candidatos ou pessoas que simplesmente não entendem o que os bibliotecários fazem, os empregos não estão disponíveis. As bibliotecas dentro das escolas ainda existem e muitas vezes não estão fechadas. Em algumas escolas, espera-se que os professores utilizem eles próprios esses espaços sem bibliotecários, aumentando a carga de trabalho já sobrecarregada dos professores.

Existem 90.400 escolas públicas e privadas do jardim de infância ao ensino médio nos Estados Unidos. Destes, 82.300 (91%) possuem bibliotecas escolares e apenas 56.000 (61%) possuem bibliotecários em tempo integralApenas uma em cada dez escolas relata empregar um bibliotecário. 

O valor das bibliotecas públicas foi bem comprovado . Eles oferecem materiais educacionais gratuitos, ajudam comunidades carentes, impulsionam as economias locais, conectam pessoas e tornam as comunidades mais saudáveis. Parece que, embora as escolas continuem a ter bibliotecas físicas, estão perdendo a parte integral que as bibliotecas públicas têm – os bibliotecários.

O trecho acima é uma tradução livre dos primeiros parágrafos da notícia School librarians are desappearing: here’s why they shouldn’t, de Nikki DeMarco, publicado em 23 de maio de 2022 no BookRiot.

Para ler a notícia completa original em inglês, clique neste link.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: