Biblioteca na era digital

01

Disponível em: <http://www.otempo.com.br/opini%C3%A3o/fl%C3%A1via-denise/biblioteca-na-era-digital-1.1508298

>. Acesso em: 15 ago. 2017.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Rumos atuais e futuro da conservação no Brasil: homenagem à Guita Mindlin

2 Comentários

2 agosto 2017 · 7:48 am

BiblioUP: cursos de capacitação em Biblioteconomia!

Contribuição de Tiago Fernandes.
***
História da BiblioUP

Pode-se dizer que a BiblioUP surgiu no acaso de diversos pensamentos sobre negócios e empreendedorismo que um bibliotecário pode ‘tocar’. Atualmente faço um curso de pós graduação em Gestão Empreendedora e querendo ou não, aguçamos o olhar para novas oportunidades e possibilidades. Em junho deste ano diante de observações, análises sobre o mercado, identifiquei como uma oportunidade de negócio a promoção e organização de cursos no interior de São Paulo. É certo que qualquer lugar fora da cidade de São Paulo é carente de cursos de qualificação profissional para profissionais da informação. Após pesquisas e análises onde estão as maiores concentrações de profissionais da informação no interior de São Paulo decidi, iniciar a promoção de cursos em Ribeirão Preto. Com o amadurecimento da empresa esperamos ‘migrar’ para outros lugares do Estado promovendo cursos e fortalecendo a troca de experiências entre os profissionais da informação, troca sempre rica e que fortalece nossa categoria profissional e abre possibilidades de atuação. Realizaremos 1 curso por mês neste início de empresa,voltados tanto para área técnica como de gestão e com a presença de professores de universidades públicas/particulares e também profissionais da informação com bagagem profissional relevante.

Deixo aqui os canais de comunicação da BiblioUP.
https://tiagobibliotecario.wixsite.com/biblioup
https://www.facebook.com/biblioupcursos/

E um release sobre o curso
Release do curso sobre RDA
A BiblioUP empresa de cursos de capacitação para profissionais da informação promoverá o Curso de RDA (Resouce Description Access) novo código de catalogação que substitui o AACR2 e será ministrado pela professora Dra. Zaira Regina Zafalon em Ribeirão Preto.

Segue conteúdo programático do curso
• Introdução;
• Visão geral de catalogação, metadados e uso de padrões;
• Objetivos bibliográficos;
• Visão geral e histórico para elaboração de um código internacional de catalogação;
• Conceitos fundamentais de padrões de representação: padrão de conteúdo e de padrão de estrutura de metadados descritivos;
• Modelos conceituais: FRBR, FRAD, FRSAD;
• Apresentação do RDA e RDA Toolkit;
• Estrutura do RDA;
• Abordagem prática do RDA;
• Formas de representação MARC21 / RDA;
• Comparação de exemplos.

Maiores informações e inscrições no site: https://tiagobibliotecario.wixsite.com/biblioup/rda

E para quem ficou curioso, segue uma resenha de autoria de Murilo Bastos da Cunha do Portal do Bibliotecário sobre o tema: http://portaldobibliotecario.com/acesso-a-informacao/recursos-descricao-e-acesso-rda/

Deixe um comentário

Arquivado em Curso, Notícias

ONU lança biblioteca digital com 900 mil documentos à disposição do público

Plataforma será o ponto de acesso global à informação das Nações Unidas, incluindo material histórico e registros contemporâneos. Biblioteca foi desenvolvida por meio de tecnologia de código aberto pela Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (CERN).

Uma das salas da Biblioteca Dag Hammarskjöld, na sede da ONU em Nova Iorque. Foto: ONU

Uma das salas da Biblioteca Dag Hammarskjöld, na sede da ONU em Nova Iorque. Foto: ONU

A ONU lançou no mês de maio um repositório que conta atualmente com cerca de 900 mil registros. Segundo a organização, a plataforma será o ponto de acesso global à informação das Nações Unidas, incluindo material histórico e registros contemporâneos.

A iniciativa é uma parceria entre a Biblioteca Dag Hammarskjöld das Nações Unidas e a Biblioteca do Escritório das Nações Unidas em Genebra. A plataforma fornece acesso a materiais produzidos pela organização em formato digital e sem custo algum, e faz parte de um esforço de promover a transparência, o livre acesso à informação e a preservação do acervo documental da ONU.

A biblioteca foi desenvolvida por meio de tecnologia de código aberto pela Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (CERN) e engloba métricas de administração e de código aberto.

O sistema incorpora conteúdo apresentado em diversos bancos de dados autônomos, como o Sistema de Informação Bibliográfica da ONU (UNBISNET) e o Sistema de Documentos Oficiais das Nações Unidas. No total, são quase 900 mil registros, número que aumenta diariamente.

Entre os documentos disponíveis estão documentos oficiais da ONU e publicações de acesso público, discursos e dados de votações nos diferentes órgãos da organização, mapas, resoluções, atas de reuniões e uma diversa coleção de documentos institucionais.

A plataforma está disponível nos seis idiomas oficiais da organização, além de alguns outros não oficiais, em certos casos.

Para utilizar a Biblioteca Digital da ONU, os usuários devem acessar a página e fazer a busca utilizando os diferentes filtros, como tipo de documento ou órgão, agência ou organismo do Sistema ONU. O conteúdo também está disponível para download.

Acesse o repositório em https://digitallibrary.un.org.

Disponível em: <https://nacoesunidas.org/onu-lanca-biblioteca-digital-com-900-mil-documentos-a-disposicao-do-publico/>. Acesso em: 16 jul. 2017.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Curso “Indexação de documentos jurídicos”

Contribuição de Irene Butti

Deixe um comentário

Arquivado em Curso

Qualificação em Acesso à Informação Científica e Tecnológica em Saúde – 2017: abertas as inscrições

Contribuição de Graça Portela

O Icict está oferecendo 20 vagas para o curso de qualificação em Acesso à Informação Científica e Tecnológica em Saúde – 2017, na modalidade semipresencial, que começa dia 14 de agosto e se encerra dia 09 de outubro de 2017.

Voltado para profissionais que atuam em bibliotecas, centros de documentação, e em atividades de apoio à pesquisa, o curso, já em seu 10º ano de existência, com duração de 72 horas, será ministrado às segundas-feiras, das 9h às 17h.

As inscrições começam dia 13 de junho (terça-feira) e seguem abertas até o dia 13 de julho de 2017.

Para obter outras informações e se inscrever, clique aqui
http://www.icict.fiocruz.br/content/icict-abre-inscri%C3%A7%C3%B5es-para-curso-de-qualifica%C3%A7%C3%A3o-em-acesso-%C3%A0-icts-2017

Deixe um comentário

Arquivado em Curso

1º Encontro de Bibliotecas e Bibliotecários da RMS ocorre nesta 4ª

Encontro vai discutir a Biblioteca do Futuro com a presença de Luís Milanesi

O esgotamento do modelo tradicional das bibliotecas e a necessidade de transformá-las em um novo espaço é um das defesas de um dos principais nomes da biblioteconomia no Brasil, Luís Milanesi. Professor e autor de livros que servem como base ao ensino da biblioteconomia no país, não por acaso ele é o principal palestrante do 1 Encontro de Bibliotecas e Bibliotecários da Região Metropolitana de Sorocaba, que acontece amanhã (21), das 8h às 13h, na Biblioteca Municipal “Jorge Guilherme Senger”. O evento é gratuito, voltado para bibliotecários, mas aberto para interessados em geral. O evento é organizado pela Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria da Cultura e Turismo e da Secretaria de Relações Institucionais e Metropolitanas de Sorocaba. Mais informações: (15) 3228-1955.

Para discutir a “Biblioteca do Futuro”, mote do encontro, Milanesi se junta a outros grandes nomes da área para debater diversos aspectos dessa renovação necessária das bibliotecas, são eles: o professor Luis Armando Bagolin; a representante da secretaria de Cultura do Estado, Iliria Plissari e representante das bibliotecas comunitárias, Jair Vieira.

De acordo com o coordenador da Biblioteca Municipal de Sorocaba, Gilberto Antunes, a ideia do encontro é despertar nos principais atores deste setor o senso crítico diante do cenário iminente de transformações vividas pelas inovações tecnológicas e analisar o comportamento do usuário por conta dessas mudanças. “Vamos discutir o uso desse espaço chamado biblioteca para muito além dos livros, mas como centro de convívio social”. Para ele, há que se pensar no espaço como um local de transformação e que receba eventos como palestras, workshops, oficinas e cursos, e também de entretenimento e cultural, acolhendo espetáculos, performances e exposições.

Práticas inovadoras

A discussão levantada por Antunes é pertinente à defesa de Milanesi: “A biblioteca do futuro bem próximo será um ponto de encontro para ver um filme, uma exposição, um recital de música, participar de um seminário ou de um curso à distância, integrar-se às oficinas, etc. Há muito para explorar. A biblioteca tradicional esgotou-se, mas a nova será mais ampla e mais forte”, defendeu o professor. Para ele, não é apenas a estrutura que precisa passar por essa renovação, mas, sobretudo, o profissional, que deverá saber integrar informação com comunicação para informar o seu público de acordo com as suas necessidades, via construção de sites, por exemplo. Como lembrou, hoje as pessoas não precisam ir atrás de informação, assim, as bibliotecas precisam saber chegar até seu público.

Milanesi que falará da invenção da biblioteca pós Gutenberg reforça a importância de espaços de discussão como esse, para se repensar a estrutura, os profissionais e, sobretudo o público.  “Da mesma forma que o brasileiro tornou-se telespectador antes de ser alfabetizado, entramos na era digital sem sermos leitores de livros. Esse panorama tornou-se hostil aos bibliotecários. Mas o impacto tem sido maior nos cursos de Biblioteconomia indecisos em relação ao perfil do bibliotecário que desejam formar. O profissional atua na organização e disseminação do conhecimento – tarefa fundamental na sociedade contemporânea. Mas está buscando novas formas de concretizar esse objetivo. Há crise? Sim, há crise, mas ela está sendo geradora de práticas inovadoras.”

Para o secretário de Cultura e Turismo de Sorocaba, mais do que pensar a função das bibliotecas e os rumos profissionais, é importante a discussão, em âmbito regional, para aproximar as instituições e profissionais que compõem a Região Metropolitana de Sorocaba. “Estamos em um momento de mudanças e se faz urgente a parceria nas mais diversas formas”, salientou.

Serviço: A Biblioteca Municipal “Jorge Guilherme Senger” fica na Rua Ministro Coqueijo Costa, 180, no Alto da Boa Vista. O encontro acontece das 8h às 13h e mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (15) 3228-1955

Disponível em: <http://agencia.sorocaba.sp.gov.br/1o-encontro-de-bibliotecas-e-bibliotecarios-da-rms-ocorre-nesta-4a/>. Acesso em: 20 jun. 2017.

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos