Arquivo da tag: ECA-USP

Seminário “Travessias: o modernismo luso-brasileiro entre liberdades e interdições”

Travessias: o modernismo luso-brasileiro entre liberdades e interdições

O Núcleo de Pesquisa em Comunicação e Censura (NPCC) da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) promove, entre os dias 14 e 16 de setembro, o seminário “Travessias: o modernismo luso-brasileiro entre liberdades e interdições”.

A proposta do seminário é evidenciar e colocar em debate uma nova forma de pensar as relações entre Brasil e Portugal. Para isso, o evento propõe a problematização das identidades nacionais dos países em questão e das produções culturais híbridas, em tempos de regimes autoritários, bem como dos processos de interdição à arte, matizando o ideário de uma tradicional relação entre colonizador e colonizado.

Serão realizadas quatro mesas de discussão, com os títulos: “Humor e linguagens atravessadas”, “Diálogos e memórias atravessados”, “Travessias artísticas híbridas” e “Travessias restritivas político-sociais”. Além disso, a programação do evento inclui leituras dramáticas de trechos de peças teatrais censuradas e uma apresentação dos Doutores da Alegria, discutindo a temática do humor.

Entre os palestrantes convidados, estão a Profa. Dra. Heloísa Paulo, da Universidade de Coimbra, e o cartunista e historiador português Osvaldo Macedo de Sousa. Ao longo do evento, os participantes poderão conferir uma exposição com trabalhos de autoria do artista, que abordam a censura em Portugal e no Brasil. Haverá também uma videoconferência com a Profª. Drª. Ana Maria Cabrera, pesquisadora do Centro de Investigação Media e Jornalismo (CIMJ) de Lisboa.

Coordenado pela Prof.ª Dr.ª Maria Cristina Castilho Costa, o evento é apoiado pela Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), que também concede benefício ao Projeto Temático “Comunicação e Censura: análise teórica e documental de processos censórios a partir do Arquivo Miroel Silveira da Biblioteca da ECA/USP”.

O Arquivo Miroel Silveira, estudado pelo Núcleo de Pesquisa em Comunicação e Censura, contém 6.137 processos de censura prévia teatral emitidos no Estado de São Paulo, entre 1930 e 1970. Em meio a esse acervo, há diversos processos de censura que vinculam autores, artistas e obras teatrais no Brasil e em Portugal. Começava, assim, um intercâmbio através do trânsito de pessoas e das adaptações de textos.

—–

Data:

14, 15 e 16/09

Local:

Teatro da USP (abertura): Rua Maria Antonia, 294 – Consolação

Escola de Comunicações e Artes da USP (demais atividades): Av. Prof. Lúcio Martins Rodrigues, 443 – Cidade Universitária

Horário

: das 16h às 18h (dia 14/09) e das 10h às 18h (dias 15 e 16/09)

A entrada é franca e as vagas são limitadas. As inscrições devem ser realizadas previamente pela internet, no endereço: http://www.usp.br/npcc/travessias2011/inscricao.

Para mais informações: (11) 3091-1607; travessias2011@gmail.com; www.usp.br/npcc/travessias2011.

A programação completa está disponível no site do NPCC (http://npcc.vitis.uspnet.usp.br/?q=travessias2011/programacao).

Links de interesse

Núcleo de Pesquisa em Comunicação e Censura:

http://www.eca.usp.br/npcc

Inscrições para o Seminário Travessias 2011:

http://npcc.vitis.uspnet.usp.br/travessias2011/inscricao/

Humorgrafe:

http://humorgrafe.blogspot.com/

Centro de Pesquisa em Experimentação Cênica do Ator – CEPECA/USP:

http://www.eca.usp.br/cepeca/

Doutores da Alegria:

http://www.doutoresdaalegria.org.br/

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos

Vídeo Box – Núcleo de Pesquisa da USP coleta depoimentos em vídeo sobre censura em evento Internacional de Comunicação

Trata-se de uma experiência inovadora de captação de depoimentos e opiniões sobre o tema Censura e Liberdade de Expressão.

Em um ambiente controlado, isolado acústica e visualmente, o indivíduo é confrontado com um tema que tem que desenvolver diante da câmera por um período pré-determinado de tempo.

A experiência foi elaborada pelo NPCC – Núcleo de Pesquisa em Comunicação e Censura, que tem sua sede na Escola de Comunicações e Artes da USP e se dedica a pesquisas sobre censura e liberdade de expressão nas artes e nos meios de comunicação, como jornais, rádios, e TVs, no Brasil e em outros países.

O Projeto de Videoentrevistas iniciou-se em 2009 dentro do núcleo sob coordenação do Prof. Cesar Bargo Perez e orientação geral da Profa. Dra. Cristina Castilho Costa. Até 2011 já foram feitas 42 entrevistas em diferentes abordagens: uma linguagem de tomada de opinião, em ambiente público; entrevistas temáticas feitas junto a artistas circenses; e de cunho testemunhal, realizadas junto a juristas, jornalistas, professores universitários, entre outros profissionais, a partir de suas vivências nos Anos de Chumbo. O intuito primeiro das entrevistas é o de captar a opinião dos entrevistados sobre a censura através das lentes da câmera de vídeo As entrevistas estão disponíveis no endereço http://npcc.vitis.uspnet.usp.br/?q=videoentrevista.

Aproveite para participar dessa experiência. Venha dar a sua opinião sobre o tema! A video box estará instalada na entrada do bloco central da Escola de Comunicações e Artes (ECA/USP), nos dias 1 e 2 de agosto, durante o Confibercom 2011 – 1º Congresso Mundial de Comunicação Ibero-Americana. Participe!

Local: Prédio Central da Escola de Comunicações e Artes – USP

Dias: 1 e 2 de agosto de 2011

Atividade Gratuita

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos

Seleção de Pós-Doutoramento em Gestão da Informação – ECA/USP

O Projeto Temático Comunicação e Censura: análise teórica e documental de processos censórios a partir do Arquivo Miroel Silveira da ECA/USP (processo Fapesp 08/56709-0), abre inscrições para bolsa de Pós-Doutoramento em Gerenciamento de Projetos. Tendo se iniciado em agosto de 2009 e com encerramento previsto para julho de 2013, visa estudar a censura aos meios de comunicação e às artes a partir dos documentos do Arquivo Miroel Silveira da Biblioteca da ECA/USP, dos quais constam mais de seis mil processos de censura prévia ao teatro, oriundos da Divisão de Censura do Departamento de Diversões Públicas do Estado de São Paulo, de 1930 a 1970. Trata-se de pesquisa com ramificações interdisciplinares, envolvendo as ciências da informação, as ciências da comunicação, a sociologia, a lingüística e história objetivando o resgate da história do teatro paulista e a análise profunda dos processos censórios operados pelo Estado no exercício da censura prévia. Os interesses de pesquisa se expandem para uma reposição sobre os temas da opinião pública sobre censura hoje. O Projeto Temático é integrado pela Profa. Dra. Mayra Rodrigues Gomes, Profa. Dra. Roseli Figaro Paulino e está sob a coordenação geral da Profa. Dra. Maria Cristina Castilho Costa.  

Para maiores informações acessar o site http://npcc.vitis.uspnet.usp.br. Espera-se que o bolsista de Pós-Doutoramento auxilie no gerenciamento do projeto, oriente bolsistas nos níveis de Iniciação Científica e Pré-Iniciação Científica, elabore textos de divulgação, auxilie na organização de conteúdos do site e represente o projeto em eventos acadêmicos e junto a instituições parceiras.

Perfil do candidato:

 – Profissional com doutorado em Ciências Humanas ou Sociais, Ciências da Comunicação, Ciências da Informação ou áreas afins;

– Amplos conhecimentos de cunho acadêmico-operacional na área;

– Boa comunicação oral e escrita;

– Capacidade de trabalho em grupo e habilidade para administrar e gerenciar recursos humanos;

– Capacidade para desenvolver produtos de divulgação;

– Experiência com tratamento, conservação e gerenciamento de documentos;

– Experiência na filtragem, síntese, recuperação e acesso à informação;

– Conhecimento prático e técnico com sistemas informacionais e Internet;

– Capacidade para assistir, intermediar e dar apoio a pesquisadores;

– Capacidade para desenvolver e gerir projetos;

– Conhecimentos na área de gerenciamento de arquivos.

Os candidatos poderão ser brasileiros ou estrangeiros, com domínio do idioma português e doutoramento em áreas afins. Os interessados deverão entrar em contato através do endereço eletrônico arquivoms@usp.br, encaminhando currículo vitae e indicando disponibilidade de horário para entrevista. A data limite para recebimento dos currículos é 05 de julho de 2011. As entrevistas serão agendadas entre 11 e 15 de julho. O valor da bolsa de Pós-Doutorado oferecida é de R$ 5.333,40.

Maiores informações através do e-mail arquivoms@usp.br ou pelo telefone, (11) 3091-1607, com Jacqueline.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Empresas do ramo dos livros sentem peso da concorrência

Nilbberth Silva / Agência USP

http://www4.usp.br/index.php/institucional/16368-empresas-do-ramo-dos-livros-sentem-peso-da-concorrencia

O mercado do livro no País enfrenta dificuldades crônicas próprias da área e excesso de competição. As editoras de sucesso são aquelas que têm vantagens, como a vinculação a empresas maiores, multinacionais estrangeiras, organizações religiosas ou sistemas de ensino. Os leitores aprendem a ler por imposição e, para muitos, a leitura é um hábito difícil e não prazeroso. Essas são algumas conclusões de uma tese de doutorado defendida em novembro de 2008 na Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP pelo editor José Rosa.

Com cerca de 20 mil funcionários e movimentando apenas R$ 3 bilhões, a indústria editorial tem uma importância econômica pequena no Brasil.

Fabricantes de livros têm problemas com falta de tempo das pessoas para a leitura, dificuldade de achar o livro “certo” em meio à grande oferta, escassez de bibliotecas e altos preços dos livros. Além disso, segundo o Instituto Brasileiro de Alfabetização Funcional (INAF) apenas 26% dos brasileiros de 15 a 64 anos mostraram capacidade de ler, entender e resumir textos longos e encontrar informações neles — alfabetização plena.

Além disso, um pequeno número de editoras domina uma parcela grande do mercado. “O Brasil tem, aproximadamente, 600 editoras. Dessas, 30 provavelmente detém 70% do faturamento da indústria do livro”, explica Rosa.

Editoras de sucesso geralmente estão vinculadas a grupos de mídia, a editoras globalizadas, redes comerciais, sistemas de ensino, ou a outras empresas, universidades e grupos religiosos. As editoras mais expostas à dificuldades do mercado são as pequenas nacionais e independentes. Essas têm menos poder de negociação, mas, como têm custos menores, acomodam-se melhor às mudanças do mercado editorial e a insucessos de seus lançamentos.

Editoras menores sobrevivem vendendo poucos livros, em geral e especializados em algum segmento. “O custo de montar uma editora é baixo, por isso é facil entrar no mercado. Mas é difícil vender livros e permanecer”, conta o pesquisador. Mesmo assim, no Brasil a quantidade de títulos aumenta — são lançados por volta de 1500 por mês. “Esses títulos têm menores tiragens. As livrarias não dão vazão a tudo”, explica Rosa.

Para escrever a tese, Rosa partiu de sua experiência profissional de 20 anos, analisou dados estatísticos e pequisas internacionais, entrevistou donos de livrarias e administradores bem sucedidos de editoras. Por fim, conversou com dez pessoas que lêem mais de 20 livros por ano e 12 que não tinham o hábito de ler, mesmo tendo condições para isso. A tese foi orientada pelo professor Mitsuru Yanaze.

Comportamento dos leitores
José Rosa obteve informações iniciais sobre o comportamento do leitor que podem dar base a outros pesquisadores, para maior aprofundamento. A tese mostra que leitores assíduos aprenderam a ler cedo e têm potencial para gastar tempo e dinheiro com o livro. Eles não prezam, necessariamente, pela qualidade e começaram a ler em razão de alguma necessidade.

Para a maioria das pessoas, ler é um exercício difícil e não-prazeroso. Ele geralmente surge por auto-imposição, imposição da escola, igreja, trabalho, ou por descoberta de livros que motivem muito o leitor. Depois, a leitura torna-se cada vez mais prazerosa. O pesquisador também percebeu que o livro é universalmente valorizado, até por quem nunca leu um.

Para o pesquisador, o futuro da indústria do livro é incerto. “O estilo de texto do livro deve sobreviver, mas em formatos digitais”, explica. “O livro digital é mais ecológico, com custos de produção e distribuição menores”. Rosa também considera possível que o livro perca a importância que teve no passado: ” Com a internet a pessoa acessa a informação e cultura sem passar pelo livro impresso”, explica.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Aula inaugural – “Reflexões contemporâneas sobre a ciência da informação”

Nesta quinta, 16hs, o Prof. Aldo Barreto (IBICT) ministrará a aula inaugural do Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação da ECA/USP. O título do encontro será “Reflexões contemporâneas sobre a ciência da informação”.

Todos alunos podem participar deste evento. Para aqueles que não puderem vir, ou estejam em outras localidades do país, o evento será transmitido on-line (AO VIVO) para o link http://www.emm. usp.br/vivo- eca-cbd.asx (Windows Media Player), ou pela www.iptv.usp.br

 Data local: Quinta (26/03/09), 16hs . Auditório de Comunicações e Artes – CCA.

Será um encontro importante para discutir as questões que envolvem a Biblioteconomia e a CI.

Para aqueles que quiserem Twittar o evento, ou enviar algum comentário, favor insiram a mensagem no Twitter com a TAG #ppgci

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos

Aula inaugural – "Reflexões contemporâneas sobre a ciência da informação"

Nesta quinta, 16hs, o Prof. Aldo Barreto (IBICT) ministrará a aula inaugural do Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação da ECA/USP. O título do encontro será “Reflexões contemporâneas sobre a ciência da informação”.

Todos alunos podem participar deste evento. Para aqueles que não puderem vir, ou estejam em outras localidades do país, o evento será transmitido on-line (AO VIVO) para o link http://www.emm. usp.br/vivo- eca-cbd.asx (Windows Media Player), ou pela www.iptv.usp.br

 Data local: Quinta (26/03/09), 16hs . Auditório de Comunicações e Artes – CCA.

Será um encontro importante para discutir as questões que envolvem a Biblioteconomia e a CI.

Para aqueles que quiserem Twittar o evento, ou enviar algum comentário, favor insiram a mensagem no Twitter com a TAG #ppgci

Deixe um comentário

Arquivado em Eventos