Arquivo da tag: livro

Bibliotecário Rico (4)

Pai rico, pai pobre: o que os ricos ensinam a seus filhos sobre dinheiro, de Robert Kiyosaki e Sharon L. Lechter, tornou-se um clássico de finanças pessoais.

O livro conta a história de um jovem que tinha “dois pais”: o pai rico, que o incentivava a ganhar dinheiro por conta própria, e o pai pobre, que o estimulava a estudar e conseguir um emprego com boa remuneração. Assim, é mostrado ao leitor as formas de se conseguir dinheiro e preparar os filhos para lidar com ele. Apesar do título, os conceitos apresentados podem ser aplicados por qualquer leitor.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Bibliotecário Rico (3)

Capa_montagem.indd

O livro de março é O futuro é…: viajar, malhar, estudar, namorar e INVESTIR, de Mara Luquet.

Apesar do título aparentemente ser voltado para o público jovem, quando oassunto é “investimento” interessa a todas as idades.

De forma bastante leve, a autora aborda quatro capitais essenciais para se a longevidade: saúde, financeiro, conhecimentos e social. Aborda, dentre outros assuntos, planejamento financeiro, tipos de aplicações disponíveis, a importância de se planejar para a aposentadoria e cuidados com a saúde, essencial para se desfrutar do patrimônio acumulado ao longo da vida.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Bibliotecário Rico (2)

O livro deste mês é O Seu Primeiro Milhão, de Pedro Queiroga Carrilho,

Clique para aceder ao livro

De forma bastante didática, o autor aborda tópicos de finanças comportamentais, estratégias para poupar e produtos financeiros que ajudarão o leitor a conseguir o primeiro milhão!

Por isso, é uma leitura recomendada para aqueles que estão iniciando no mundo dos investimentos.

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Livros de Paulo Coelho e Dan Brown são confiscados na Líbia

Entre os livros confiscados também estão Friedrich Nietzsche e Naguib Mahfuz. (foto: Twitter/Reprodução)Entre os livros confiscados também estão Friedrich Nietzsche e Naguib Mahfuz. (foto: Twitter/Reprodução)

Obras são consideradas ‘eróticas’ e contra o Islã; escritores publicaram um manifesto em protesto

Publicado no UAI

Escritores e intelectuais líbios denunciaram nesta segunda-feira, 23, que os serviços de segurança do leste do país confiscaram dezenas de livros considerados ”eróticos” ou contra o Islã, entre eles obras de Paulo Coelho.

Entre os livros apreendidos, em árabe e importados do Egito, também há textos do filósofo alemão Friedrich Nietzsche, do romancista americano Dan Brown e do egípcio Naguib Mahfuz, prêmio Nobel de Literatura.

Os escritores publicaram um comunicado de protesto depois da difusão, no fim de semana, de um vídeo da direção de segurança da cidade de Al Marj mostrando os livros sendo colocados em um caminhão.

No vídeo, um chefe de segurança e religiosos da cidade denunciam uma ”invasão cultural” através de livros sobre o xiismo, o cristianismo ou bruxaria, assim como romances com trechos eróticos e contrários aos preceitos do Islã sunita, praticado no país.

Os escritores, entre eles Azza Maghur, Idriss Al Tayeb e Radhuan Bushwisha, denunciaram a apreensão de livros sob qualquer pretexto, ”uma tentativa de amordaçar as vozes e confiscar a liberdade de opinião e de pensamento”.

”Líbia hoje”, escreveu Paulo Coelho no Twitter, com link para fotos dos livros confiscados.

Al Marj, como grande parte do leste líbio, é controlado pelo Exército Nacional Líbio (ANL), leal ao controvertido marechal Jalifa Haftar.

Disponível em: <http://www.livrosepessoas.com/2017/01/23/livros-de-paulo-coelho-e-dan-brown-sao-confiscados-na-libia/>. Acesso em: 24 jan. 2017.

1 comentário

Arquivado em Notícias

Bibliotecário Rico (1)

Em 2017, o Mundo Bibliotecário lança a série de posts Bibliotecário Rico!

No início de cada mês, será publicada uma indicação de leitura sobre finanças pessoais para que 2017 seja um ano de muito dinheiro!  🙂

Porque no início de cada mês? Para que você se lembre de pagar a si mesmo e não deixar para sobrar para você somente no fim do mês!

Boa leitura e bon$ investimento$!

***

download

 

A primeira indicação do ano é o livro Investimentos inteligentes, de Gustavo Cerbasi.

O livro possui uma linguagem simples e objetiva, permitindo a qualquer leitor conhecer um pouco sobre as duas partes em que o livro subdivide-se: finanças comportamentais, isto é, como o comportamento do investidor afeta suas decisões sobre investimento, e os tipos de produtos disponíveis no mercado financeiro.

 

2 Comentários

Arquivado em Notícias

Qual a maneira mais eficiente de organizar sua biblioteca em ordem alfabética

Úteis para lidar com grandes volumes de dados, algoritmos de ordenação também funcionam com seus livros

Tatiana Dias – 01 Dez 2016 (atualizado 02/Dez 10h51)

O canal Ted-Ed no YouTube, que reúne conteúdo educativo, publicou um vídeo que pode facilitar muito a vida de quem ama livros (e também ama organização). Ele ensina três maneiras simples e eficientes para organizar uma biblioteca em ordem alfabética. Assista ao vídeo aqui (ele está em inglês):

O problema descrito no vídeo é o seguinte: como organizar 1.280 livros de uma biblioteca em um dia? Para responder a essa questão, são apresentados três métodos conhecidos de ordenação. Eles não se aplicam apenas à bibliotecas, mas também são utilizados em algoritmos que organizam grandes volumes de informação em sites de busca e de comércio eletrônico, por exemplo.

Esses métodos podem ser utilizados, também, para organizar praticamente qualquer coisa. Todos são eficientes, mas alguns são mais rápidos do que outros. Saiba como funcionam:

O método bolha

 

FILEIRA

Os livros devem ser organizados em uma fileira.

DOIS A DOIS

A partir de então, um jeito de organizar é pegar um par deles na ponta da fileira. Se os dois primeiros livros tiverem em ordem alfabética, deixe-os como estão. Senão, deixe-os em ordem.

REPITA

Olhe o segundo e o terceiro livro. Estão em ordem? Repita o processo. Continue repetindo o processo, colocando os livros em ordem de dois em dois, até chegar ao final da fila.

OUTRA PONTA

Quando você chegar ao livro que deve ser o último – final “Z”, “X” ou “Y”, vá trocando-o de lugar com todos os livros da sequência, um a um, até que ele chegue à ponta final.

CONTINUE

Volte ao processo inicial: da ponta da fileira, organize os livros em ordem de dois em dois. Faça isso até chegar ao que deve ser o penúltimo livro. Repita o passo quatro: leve-o ao final. Repita o processo até que os livros estejam organizados.

O método bolha é uma técnica conhecida de ordenação. Clique aqui e veja o vídeo em que um estudante de ciências da computação explica como o método funciona. É um método simples, porém lento para ser feito manualmente. Para organizar uma biblioteca de 1.280 livros, ela levaria nove dias.

Ordenação por inserção

 

FILA

Comece ordenando apenas os dois primeiros livros. Pegue o terceiro livro e compare-o ao segundo: estão em ordem? Se não estiverem, inverta-os.

ZONA ORDENADA

Faça o mesmo em relação ao primeiro livro. Desta maneira, você terá ordenado os primeiros três livros da fileira, criando um “espaço de livros em ordem” à esquerda da fileira.

UM A UM

Comece a ordenar, agora, um livro de cada vez. Pegue o próximo da fila e coloque-o no “espaço dos livros em ordem”, comparando-o com o que está imediatamente antes dele.

Este método se chama “ordenação por inserção” e é um algoritmo bastante conhecido. Clique aqui para ver o seu funcionamento. É eficiente, mas não muito rápido: levaria cinco dias para ordenar a mesma biblioteca de 1.280 livros.

Quicksort

 

PIVÔ

Pegue um livro aleatório. Chame-o de “divisória” e compare-o com os outros livros.

DIVIDA A FILEIRA

Coloque todos os livros que vêm antes da “divisória” à esquerda e os que vêm depois à direita.

METADE

Agora, se concentre na metade dos livros à esquerda. Repita o processo: separe um livro aleatório que funcionará como divisória, e divida a fileira entre os que vêm antes e os que vêm depois dele.

SUBDIVISÕES

Desta maneira, você subdivide a fileira em pequenos pedaços, que podem ser ordenados com as técnicas anteriores, otimizando o processo.

Inventado nos anos 1960, o método “quicksort” é extremamente rápido e é muito usado por programadores para automatizar ordenação em tarefas como organizar itens de uma loja online, por exemplo. Com ele, 1.280 livros demorariam de três a quatro horas para serem organizados. Clique aqui e assista a uma explicação sobre o “quicksort”.

2 Comentários

Arquivado em Notícias

Reflexões sobre livros

Por João Cristofolini

Escrevi esse texto no grupo do ResumoCast recentemente e compartilho agora com todos vocês.

Algumas reflexões minhas sobre livros: (se preferir, pode ouvir o áudio desse texto aqui).

– O melhor livro que li pode não ser o melhor para você:
Cuidado em querer buscar sempre qual o melhor livro ou indicação de terceiros, isso é importante, mas não se limite a isso. Muitas vezes li algum livro por indicação que para a pessoa foi o melhor livro da vida dela e teve pouca ou nenhuma relevância para minha realidade. Assim como o contrário, o que me marcou pode não ser relevante para você.
Sabe por quê? Cada pessoa está em um momento, circunstâncias, realidade diferente. Cuidado com rótulos de terceiros.

– Não foque apenas nos best-sellers:
Best-seller significa que o livro já vendeu alguns milhares de exemplares, o que significa que algumas milhares de pessoas já o leram, o que significa que a informação contida virou commodity. Quando todo mundo le a mesma informação, essa informação já virou commodity e a sua função é sempre buscar o desvio.
Não estou dizendo que você não deva ler best-seller, eu também leio alguns deles, mas não se limite a isso. O que será o seu grande diferencial, o seu desvio, não está em um best-seller, está em um conteúdo que você foi capaz de encontrar.

– Não foque apenas em livros de negócios:
Sim, promovemos livros de negócios, eu leio livros de negócios, mas novamente, não se limite a isso. A vida não é só negócios, busque conhecimentos clássicos, filosofia, autoconhecimento, espiritualidade, saúde e qualquer outro gênero que goste, talvez um hobby seu. As grandes ideias e conexões surgem de conteúdos e áreas diferentes, lembre sempre disso.

– Não foque apenas em um único autor ou referência:
O mesmo vale para quem cria rótulo de guru ou passa a consumir apenas conteúdo de um único autor ou referência. Extraia o máximo de aprendizado de uma referência e alterne entre outras, todos tem algo a ensinar. É importante você mudar completamente a opinião e ponto de vista sobre um assunto com referências, fontes e autores completamente diferentes, de áreas e perfis.

– Cuidado com a sensação de sempre precisar consumir mais e mais informação:
Essa talvez seja uma das mais comuns nos dias de hoje. Parece que estão todos correndo contra o tempo em uma competição frenética de quem le (sic) mais livros, como se quantidade de informação que você adquire ou de livros que leu no ano fosse a única ou maior variável em sua vida. Informação que não é colocada em prática não tem valor nenhum.

– Priorize sempre que possível a fonte verdadeira:
Grandes obras e clássicos da literatura foram produzidos ha décadas ou séculos. Os maiores pensadores não surgiram nesse século. De novo, não se limite ao que está na moda, o clássico sempre terá seu valor.

– Não acredite em tudo o que le (sic):
Nem no que estou escrevendo, o seu objetivo deve ser aprender a questionar. A maior prova se um conteúdo de fato tem relevância é testando e colocando em prática. Questione tudo, teste, aplique e tire suas próprias conclusões.

– Reserve tempo para ler a sua mente, ficar em silêncio:
Os maiores ensinamentos estão dentro de você e não fora.
Tão importante quanto colocar informação é o tempo que você reserva para silenciar sua mente, para meditar, para refletir, para não pensar em nada, para ficar no ócio criativo. A verdadeira sabedoria está dentro e não fora. Muitas vezes procuramos fora o que está tão próximo de nós.

Disponível em: <http://joaocristofolini.com.br/blog/reflexoes-sobre-livros/>. Acesso em: 18 nov. 2016.

 

1 comentário

Arquivado em Reflexões