Arquivo da tag: traço sublinear

Ainda existe o traço sublinear (underline) na norma ABNT NBR 6023:2018?

Na nova norma ABNT NBR 6023;2018 (Referências), não há mais a recomendação de utilizar seis traços sublineares (underline) para não repetir o mesmo autor.

Como era?

Na primeira edição da norma, a regra 9.1.1 expunha que

9.1.1 Eventualmente, o(s) nome(s) do(s) autor(es) de várias obras referenciadas sucessivamente, na mesma página,
pode(m) ser substituído(s), nas referências seguintes à primeira, por um traço sublinear (equivalente a seis espaços) e
ponto.

Era muito comum o uso desse recurso, embora não fosse obrigatório.

 

Como ficou?

Atualmente, esse recurso não existe mais no tópico 9 Ordenação das referências. Portanto, quando houver mais de uma obra do mesmo autor, tanto o prenome como o sobrenome devem ser repetidos.

O tópico 9 apenas descreve e exemplifica o uso dos sistemas alfabético e numérico (ordem de citação no texto), sem apresentar a opção do traço sublinear.

 

 

BÔNUS

Há exemplos na nova edição da ABNT NBR 6023:2018 em que algumas referências constam com o termo Anais grafado das seguintes formas:

Anais […]

[Anais]

Uma situação em que isso ocorre é na regra 7.8.5 Parte de evento em meio eletrônico.

 

No exemplo 1, temos:

– Elementos essenciais

GUNCHO, M. R. A educação à distância e a biblioteca universitária. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS, 10., 1998, Fortaleza. Anais […] . Fortaleza: Tec Treina, 1998. 1 CD-ROM.

 

No exemplo 3, temos:

– Elementos essenciais

BADKE, T.; ZACARIAS, R. Certificação e assinatura digital. In: INTERLOGOS, 2006, Vitória. [Anais]. Vitória: AARQUES, 2006. 1 CD-ROM. Diretório: \Palestrates\Palestras de 24 de Agosto.

 

Afinal, qual forma está correta?

Ambas!

A diferença entre elas é explicada no seguinte parágrafo do tópico 4 Elementos da referência:

Os elementos essenciais e complementares são retirados do próprio documento e devem refletir os dados do documento consultados. Na inexistência desses dados, utilizam-se outras fontes de informação, indicando-os entre colchetes.

Assim, conclui-se que a novidade é somente a grafia Anais […], pois anteriormente escrevia-se Anais…

 

Se você tiver alguma dúvida ou gostaria de ver algum modelo de referência para algum documento específico, deixe um comentário!

3 Comentários

Arquivado em Notícias