Biblioteca virtual no Minecraft possui livros e documentos censurados

Batizada de The Uncensored Library (“biblioteca sem censura”, em tradução livre), a biblioteca virtual abriga artigos proibidos em países como Egito, México e Rússia. A Repórteres Sem Fronteiras (RSF), organização não-governamental sem fins lucrativos, e a agência de publicidade criativa DDB desenvolveram o conceito para que jovens jogadores em países com regras rígidas de censura à imprensa … Ler mais

Suécia abre primeira biblioteca de livros censurados do mundo, inclusive os de Paulo Coelho

O acervo inclui os livros do autor brasileiro Paulo Coelho, que em 2011 saíram de circulação no Irã quando o regime cassou a licença da editora iraniana que detinha os direitos das obras. Nas prateleiras da biblioteca Dawit.Isaak, estão exemplares de obras que são ou já foram censuradas ou queimadas em diferentes países, escritas por … Ler mais

Historiador francês vem à USP para debate sobre o medo dos livros

Em evento no Instituto de Estudos Avançados, Jean-Yves Mollier vai abordar o poder político da literatura Por Diego C. Smirne – Editorias: Cultura Foto: Marcos Santos / USP Imagens Há quem considere o advento da escrita como o maior divisor de águas da história da humanidade. Tomando essa premissa como verdadeira, não é surpresa que certos livros, em … Ler mais

Tailândia proíbe livro ‘difamatório’

O governo da Tailândia proibiu a venda e distribuição de um livro escrito por um jornalista britânico sobre a política do país, que as autoridades consideram “difamatório” para a monarquia. “O livro coloca em perigo a segurança nacional, a paz e a ordem pública”, afirma um comunicado assinado por Somyot Poompanmung, chefe da polícia nacional. … Ler mais

“A Culpa É das Estrelas” é banido de biblioteca escolar

cidade.verde.com – 26/09/2014 O livro A Culpa É das Estrelas, do escritor americano John Green, foi banido das bibliotecas de uma escola pública da cidade de Riverside, na Califórnia. Segundo o site da revista The Hollywood Reporter, a proibição do romance que retrata o relacionamento de dois adolescentes com câncer e que foi adaptado para … Ler mais

Seminário “Travessias: o modernismo luso-brasileiro entre liberdades e interdições”

Travessias: o modernismo luso-brasileiro entre liberdades e interdições O Núcleo de Pesquisa em Comunicação e Censura (NPCC) da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) promove, entre os dias 14 e 16 de setembro, o seminário “Travessias: o modernismo luso-brasileiro entre liberdades e interdições”. A proposta do seminário é evidenciar e … Ler mais

Vídeo Box – Núcleo de Pesquisa da USP coleta depoimentos em vídeo sobre censura em evento Internacional de Comunicação

Trata-se de uma experiência inovadora de captação de depoimentos e opiniões sobre o tema Censura e Liberdade de Expressão. Em um ambiente controlado, isolado acústica e visualmente, o indivíduo é confrontado com um tema que tem que desenvolver diante da câmera por um período pré-determinado de tempo. A experiência foi elaborada pelo NPCC – Núcleo … Ler mais

Apontamentos sobre "De Gutenberg à infra-estrutura global da informação: o acesso à informação no mundo em rede"

Em outro livro que li nas férias, especificamente em Janeiro, (“From Gutenberg to the global information infrastructure: access to information in the networked world”, de Christine L. Borgman), achei interessante a citação do trabalho de Bowker e Star (1999) sobre a ideologia nos catálogos, isto é, os termos contidos nos seus registros bibliográficos refletem a … Ler mais

Apontamentos sobre "De Gutenberg à infra-estrutura global da informação: o acesso à informação no mundo em rede"

Em outro livro que li nas férias, especificamente em Janeiro, (“From Gutenberg to the global information infrastructure: access to information in the networked world”, de Christine L. Borgman), achei interessante a citação do trabalho de Bowker e Star (1999) sobre a ideologia nos catálogos, isto é, os termos contidos nos seus registros bibliográficos refletem a … Ler mais

Apontamentos sobre “De Gutenberg à infra-estrutura global da informação: o acesso à informação no mundo em rede”

Em outro livro que li nas férias, especificamente em Janeiro, (“From Gutenberg to the global information infrastructure: access to information in the networked world”, de Christine L. Borgman), achei interessante a citação do trabalho de Bowker e Star (1999) sobre a ideologia nos catálogos, isto é, os termos contidos nos seus registros bibliográficos refletem a … Ler mais